Skip to content

A bunda que engraçada

29 abril, 2008

A bunda, que engraçada.
Está sempre sorrindo, nunca é trágica.

Não lhe importa o que vai
pela frente do corpo. A bunda basta-se.
Existe algo mais? Talvez os seios.
Ora – murmura a bunda – esses garotos
ainda lhes falta muito que estudar.

A bunda são duas luas gêmeas
em rotundo meneio. Anda por si
na cadência mimosa, no milagre
de ser duas em uma, plenamente.

A bunda se diverte
por conta própria. E ama.
Na cama agita-se. Montanhas
avolumam-se, descem. Ondas batendo
numa praia infinita.

Lá vai sorrindo a bunda. Vai feliz
na carícia de ser e balançar.
Esferas harmoniosas sobre o caos.

A bunda é a bunda,
rebunda.

(Carlos Drummond de Andrade)

11 Comentários leave one →
  1. Betta permalink
    29 abril, 2008 11:07 pm

    😦

  2. Marina Meirelles permalink
    29 abril, 2008 11:12 pm

    nao entendi…

  3. Betta permalink
    30 abril, 2008 12:54 pm

    Nem eu…
    ” A bunda que engraçada”… Explain, please!

  4. Marina Meirelles permalink
    30 abril, 2008 2:50 pm

    ué…

    é um poema do Drummond que eu adoro e que me deu vontade de postar depois que vi esta foto.

    Not much to explain

  5. Greenie permalink
    1 maio, 2008 1:13 am

    Drummond é demais.
    Ponto!

  6. 2 maio, 2008 12:31 am

    Adorei a bunda, o post, o site
    (o Drummond eu já adorava!)

    posso add no meus links?

  7. Marina Meirelles permalink
    2 maio, 2008 4:25 am

    Claaaaroooo!!!! 🙂

  8. Ilson permalink
    6 dezembro, 2008 2:16 am

    Gostei da bunda e do poema…

  9. 19 janeiro, 2009 11:47 am

    Carlos Drumond esqueceu de dizer que a bunda e a cara estao no mesmo num mesmo nivel de expressão…as vezes, achamos alguem com cara de bunda e achamos uma bunda a cara de alguem, vice-versa.
    Assim como a cara, pode-se esconder muita falta de vergonha numa bunda! E da mesma forma que algumas caras podem ser facilmente esquecidas apos vistas, tambem algumas bunda podem ser rapidamente esquecidas após vislumbradas (ou
    visitadas)…
    Há até alguns ditos vulgares: “a cara de um é o cú do outro”, “é a cara de fulano, cagado e cuspido” (apesar de que há algumas versões pra “cagado e cuspido” que seria “gravado e esculpido”…
    A bunda mereceria um busto…
    mas ninguem se atreveu ainda…que bosta!

  10. 19 janeiro, 2009 11:50 am

    Belo post, Marina Meirelles… Parabéns!

  11. 19 janeiro, 2009 11:52 am

    agora lembrei que há uma piada que conta como a bunda (o cú), foi eleita(o) o rei do corpo… mas não vou contar essa piada agora… hasta la vista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: