Skip to content

Uma Outra Amante

11 maio, 2008

Quando entramos na vida do outro e permitimos a sua presença em nossa história, não podemos antever como aquilo definitivamente nos afetará. Há um quê de mistério no modo como certos elos se estabelecem e se firmam na rede inesgotável de arranjos e reordenações, criadas para abrigar os sentidos que conferimos a quem amamos.

Os amigos podem tornar-se amantes e os estranhos se reconhecerem inexplicavelmente amigos, porque – nesse campo – tudo é possível e o improvável não passa de mais uma possibilidade que, contrariando todas as regras, poderá acontecer. Mesmo assim, nem os olhares mais atentos serão capazes de assimilar a singularidade e força com que certas almas podem se unir, porque há conexões que nunca conseguirão ser dissecadas pelo corte da razão.

Corremos entre pátios iluminados de escolas, permitimo-nos o prazer de apanhar a fruta doce e madura no pé; roubamos um beijo sob a sombra de uma árvore frondosa, adentramos em casarões antigos e passeamos nos palcos das vidas que se foram e daquelas que continuarão a existir – misturadas as nossas pelo sangue, suor e essência. E, amando, nós descobrimos, no horizonte do melhor que temos, aquilo para o qual fomos destinados ao nascermos: a uma vida de entrega e felicidade.

Nos campos floridos dessa realidade encantadora, o encontro dos amantes pode assinalar também a descoberta do sorriso ideal – como mãos que se procuram entre o céu e a terra, mas ninguém sabe onde, realmente, cada uma está. São mãos que nos conduzem do paraíso ao inferno e nos deixam queimar ao calor das chamas; enrijecer no torpor do gelo, fazendo-nos sangrar de dor e chorar de prazer.

Independentemente de qualquer coisa, bastará uma troca muda de olhares cúmplices para que possamos sentir, no brado dos nossos corações, aquela ligação inexplicável assumir os contornos de infinidade em frações tão diminutas de tempo.

É verdade que algumas impressões e sensações apenas se firmam com o passar dos anos. Contudo, há aromas que se tornam inesquecíveis desde a primeira prova. Os sabores do amor são assim; capazes de alterar todo o curso de uma vida sem que precisemos sorver o segundo gole.

E, quando os novos amores fizerem sofrer os antigos amantes, precisaremos de uma sinceridade cuidadosa para sabermos alcançar o que queremos sem destruirmos a totalidade daquilo que, um dia, também ousamos desejar.

Se for verdade que o coração responde primeiro, é preciso nos questionarmos corajosamente antes que sucumbamos à tentação de adiarmos a pergunta para depois. Até porque, o verdadeiro amor não nos impõe escolhas, somente nos oferta as opções. Cabe-nos agir e externar a decisão de encerramento ou continuidade daquilo que começou.

Fazendo isso, poderemos aguardar, inclusive durante séculos, a chegada da voz especial que revelará os nossos desejos de amor mais profundos, corporificados na figura de uma outra amante. Apenas não será possível deixá-la partir sem, ao menos, arriscar o sim. Principalmente, se no dia em que a escutarmos, tivermos a certeza de que bastou aquele instante da nossa existência – aquele momento de amor – para que atingíssemos a maior noção de eternidade.

***

Para sugerir temas e trocar idéias, pode escrever também para aranelhaldatir@hotmail.com que terei prazer em responder. =]]]

 

16 Comentários leave one →
  1. Marina Meirelles permalink
    11 maio, 2008 8:00 pm

    “E, quando os novos amores fizerem sofrer os antigos amantes, precisaremos de uma sinceridade cuidadosa para sabermos alcançar o que queremos sem destruirmos a totalidade daquilo que, um dia, também ousamos desejar.”

    Demais! Adorei esse trecho.

    Bjo

  2. Cris permalink
    11 maio, 2008 8:45 pm

    Aranel,
    Como SEMPRE, as palavras certas, o sentimento expresso da melhor forma.
    Cabe a nós sempre decidir pelo que achamos ser o melhor…
    Bj no coração e obrigada

  3. 11 maio, 2008 9:03 pm

    Nossa que ótimo texto, me identifiquei com alguns trechos dele, como este

    [Independentemente de qualquer coisa, bastará uma troca muda de olhares cúmplices para que possamos sentir, no brado dos nossos corações, aquela ligação inexplicável assumir os contornos de infinidade em frações tão diminutas de tempo.]

    parabéns

  4. Té Pazzarotto permalink*
    11 maio, 2008 10:35 pm

    “E, quando os novos amores fizerem sofrer os antigos amantes, precisaremos de uma sinceridade cuidadosa para sabermos alcançar o que queremos sem destruirmos a totalidade daquilo que, um dia, também ousamos desejar.”

    preferida [2]!

  5. Aranel permalink
    14 maio, 2008 1:05 am

    Marina,

    que bom! Fico feliz! Beijos. =]]]]

  6. Aranel permalink
    14 maio, 2008 1:09 am

    Cris,

    NOSSA! Sou eu quem agradece pelas suas palavras tão doces!

    Beijos no seu coração que é muito especial! =]]]]]

  7. Aranel permalink
    14 maio, 2008 1:13 am

    Torraga,

    alegro-me muito em saber que você gostou e se identificou com algumas coisas.

    Fico bastante feliz mesmo!

    Obrigada pela presença e seja bem vindo aqui!

    Beijos, Aranel. =]]]

  8. Aranel permalink
    14 maio, 2008 1:16 am

    Té,

    bom saber que achou uma frase preferida =]]]]

    Beijos e beijos.

  9. Marina Meirelles permalink
    15 maio, 2008 7:50 pm

    huahuahuahua!! realmente é um fato memorável!!

    cheers!

    bjs

  10. Té Pazzarotto permalink*
    15 maio, 2008 8:09 pm

    Marina, vc tá bem?
    rs

  11. 15 maio, 2008 8:35 pm

    Obrigado Aranel.
    Gosto muito de textos que demonstram sentimentos e um pouco de desabafo, sempre tento escrever algo do tipo mas sempre sai algo muito depressivo e olha que já me falaram que o meu nome é muito serio para o meu tipo de personalidade

    =D

  12. Aranel permalink
    18 maio, 2008 1:18 pm

    Por nada, Torraga!

    Como você, também gosto de textos assim. Aliás, tenho certeza de que tentando, você consegue!

    Você acha o seu nome sério? Eu achei o nome “Torraga” muito bonito e forte. =]]]

    Abraços!

  13. 2 junho, 2008 3:05 am

    desculpe a demora Aranel, andei preocupado com umas coisa que aconteceu com o meu serviço e perdi a noção dos dias…(possivel anulação do concurso que prestei e estou trabalhando nele a + de 4 anos)

    obrigado, pelo o elogio quanto ao nome. xD

    na verdade eu acho ele meio engraçado porq sempre confundem com TorraDa, tinha um amigo que vivia me chamando de “TorraDa com requijão e nutella”, + desde quando eu começei a usa-lo notei que as pessoas lembravam melhor do que eu postava (forum de RAgnarok) alem do que ele tem impacto positivo nas pessoas e por conta disso eu sempre o uso.

    fora que é um sobrenome incomum nos dias de hj, eu gostando da cultura japonesa, aonde geralmente vem o sobrenome 1º para depois o nome acabei adotando o Torraga, isso tirando a falta de criatividade para inventar um apelido…

  14. Aranel permalink
    8 junho, 2008 11:00 am

    Puxa, Torraga… ninguém merece anulação de concurso. Espero que dê tudo certo para você! Ficarei na torcida!

    O elogio foi sincero e, olhando agora pelo ângulo que você apresentou, o seu nome tem sim seu lado divertido e usá-lo já demonstra criatividade.

    Depois, ninguém vive sem “TorraDa com requijão e nutella” rs… E posso dizer mais: sua presença já é tão querida que é difícil ficar sem a palavra do Torraga!

    Forte abraço, querido! E sucesso com a questão do concurso! =]]]]

  15. 28 julho, 2008 1:50 am

    Lindo, perfeito, fico feliz em ler e perceber q/ já encontrei essas pessoa tão especial, vou imprimir e mostrar esse texto p/ ela, tenho certeza q/ ela tb irá se apaixonar pelos teus textos.Bjo

  16. Aranel permalink
    28 julho, 2008 7:00 pm

    Ione,

    fico mais feliz ainda em saber que você também encontrou alguém tão especial! Tomara que ela goste!

    Mais um grande beijo! =]]]]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: