Skip to content

Quão polêmico um livro de culinária pode ser?

12 maio, 2008

Quando eu era pequena, ir para a casa da avó de domingo era de lei. E eu adorava. Os beijos, o cheiro da macarronada, o quintal (eu morava em apartamento), as amiguinhas nas casas vizinhas e a possibilidade de brincar na rua. Depois cresci, vi que família não é exatamente uma coisa feliz como eu pensava. Anos e anos se passaram e eu praticamente me divorciei da minha família como eu conhecia; fiquei apenas com o menor núcleo dela: minha mãe e meu irmão.

Dessa forma, os almoços de domingo se transformaram em pratos diferentes e mais elaborados, conversas a três, alguma tiração de sarro. É o momento em que finalmente estamos juntos e podemos trocar idéias, dividir experiências. É um momento bacana, mas algumas vezes eu levanto da mesa com uma leve indigestão pelo rumo que as conversas tomam.


Hoje, por exemplo, por algum motivo, mãe e irmão se puseram a comentar uma foto num livro de culinária. A editora do livro colocou, na última página, o perfil das profissionais que contribuiram com a publicação e uma foto de cada uma. Em uma metade da página está uma vovuska, uma Palmirinha mais arrumada. Na outra metade, duas moças abraçadas – são namoradas ou mulheres. A discussão foi ao redor da “beleza” da segunda foto. Eles acham que a foto ficou feia porque:

– as moças “não se arrumaram” pra tirar foto. Na verdade, elas estavam arrumadas, mas não usavam maquiagem pesada, nem fizeram o cabelo e nem colocaram roupa de missa – estavam com o uniforme que elas devem usar no cotidiano. Ficar arrumada, para eles, é se fantasiar de Bree van de Kamp, do Desperate Housewives

– elas estão abraçadas. A opinião deles é: “tudo bem, elas querem ser marido e mulher, elas podem ser o que quiserem, mas não precisam ficar mostrando isso”

Preciso falar o quanto meu sangue italiano ferveu com esse comentário?

Minha família não sabe de mim precisamente porque, cada vez que eu penso em revelar para eles, acontece algo desse tipo. Bom, aí eu desfiei a velha ladainha:

– Se fosse um homem e uma mulher, vocês não ligariam

– A homossexualidade não é uma questão sexual só, é uma questão social. Ou seja, não se trata só de gostar de transar com alguém do mesmo sexo, trata-se de passar aperto em situações que, para os héteros, são normais. Por exemplo, os homossexuais lutam por conseguir ter direito à herança de seus parceiros, à inclusão em planos de saúde, à adoção de crianças e outros. É difícil até mesmo enfrentar situações corriqueiras, como trocar carinhos na fila do cinema.

Aí minha mãe lançou a “brilhante” conclusão: “mas nem todo mundo tem tudo o que quer, a vida não é um mar de rosas, só os gays querem ter direitos?”

Bom, tentei argumentar de novo, mas já estava sem saco. Ela não parecia a mesma pessoa que, meses atrás, me perguntou o que eu achava da homossexualidade e, quando eu dei minha “opinião” (que, claro, foi mais uma defesa do que uma opinião) e devolvi a pergunta a ela, ela respondeu: “olha, cada um fala uma coisa, não sei porque existe isso. Só sei que a família tem que amparar a pessoa.”

Nesse dia, eu quase sai do armário para minha mãe. Mas hoje, depois da indigesta conversa, só tinha vontade de sumir.

5 Comentários leave one →
  1. Té Pazzarotto permalink*
    12 maio, 2008 10:18 pm

    Ai ai, as mães…
    É cada uma que a gente ouve, né tata?

    =*

  2. Marina Meirelles permalink
    13 maio, 2008 1:25 am

    Nem fale, tata…

    =*

  3. Marina Meirelles permalink
    13 maio, 2008 1:26 am

    Mas piores do que essas são as pérolas do post “Os sapos que as sapas engolem”, que entra amanhã…

  4. Té Pazzarotto permalink*
    13 maio, 2008 7:52 am

    Eu tenho uma lista infinita*…rs

    =)

  5. Aranel permalink
    14 maio, 2008 1:19 am

    Incrível você ter tocado nesse assunto… estava pensando nele de modo recorrente esses dias, Marina… pensando nas coisas pelas quais passamos. Verdade… verdade…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: