Skip to content

Pela beleza possível

11 junho, 2008

Psicóloga desvenda mecanismos de controle da mídia em torno da “beleza ideal”Rachel Moreno cansou de ver mulheres descontentes com o seu visual e com a auto-estima em baixa por não pertencerem ao seleto grupo que consegue se encaixar nos padrões das top models. Decidiu, então, criticar a mídia que, diariamente, enlouquece qualquer uma com mensagens que parecem infindáveis sobre a beleza ideal e oferecer ferramentas para quem deseja se defender dessa influência.

 

 

 

 

Foi com esses propósitos que surgiu a idéia do livro A Beleza Impossível, que será lançado nesta quarta-feira (11 de junho) pela Editora Ágora. Em entrevista ao Na Ponta dos Dedos, a autora, que é psicóloga especializada em sexualidade humana e trabalha com pesquisa sobre a mulher, afirmou que “o livro pretende ajudar a desconstruir – e assim melhor perceber – os mecanismos de controle que os meios de comunicação exercem sobre nós, e dos interesses a que servem – que certamente não são os nossos”. 

Na Ponta dos Dedos – Por que as mulheres querem se encaixar no padrão de beleza “ideal”?
Rachel Moreno –
Não é que “elas” queiram. Elas são levadas a isso por meio deste bombardeio de imagens – na programação, entre as apresentadoras, na propaganda. Tudo é construído delicada e sutilmente, de modo a nos fazer introjetar este padrão de beleza como sendo nossa aspiração. O modelo de mulher bonita, desejável, socialmente reconhecida é este. Ou você se parece com ele, ou não será considerada bonita, desejável e socialmente reconhecida… temos escolha?
 
NPDD – As mulheres têm conquistado lugares na política, na economia e no ambiente de trabalho. Mesmo assim, até as mais conscientes e engajadas às vezes caem nas armadilhas da mídia. Por que isso acontece?
Moreno
– Há quem diga que é justamente para conter o crescimento de sua auto-estima nessas situações. E também porque todo este mecanismo é feito de maneira muito sutil, com base em todas as ferramentas de marketing, que indicam o melhor caminho e permitem que se alcance tal resultado. Não é fácil resistir sozinha.
 
NPDD – A insatisfação humana com a sua condição é, em muitos casos, o motor para mudanças e avanços positivos. No caso da beleza, isso também é verdade? A insatisfação pode trazer benefícios? Ou é apenas um produto da mídia?
Moreno
– Neste caso, serve tão-somente para a venda de cosméticos, e procedimentos médicos, cirúrgicos etc. Serve apenas para vender produtos que não cumprem o que prometem… e compromete toda uma geração de mulheres.
 
NPDD – Existe um limite entre o “cuidar-se” e o “deixar-se escravizar”? Se sim, como identificar esse limite?
Moreno
– Claro. Os hábitos de higiene e o estar bem consigo mesma são bons indicadores, embora mesmo este “estar de bem consigo mesma” seja até certo ponto determinado pelos hábitos,  valores e modismos culturais do momento.

NPDD – Você acredita que é possível que, mesmo com a mídia bombardeando as mulheres o tempo todo com mensagens sobre beleza ideal, seja possível que elas adotem uma postura mais consciente em relação a isso?
Moreno
– Sim, acredito firmemente nisso. Se não, como explicar todas as mudanças sociais conquistadas pelas mulheres, nos últimos tempos, apesar dos modelos até então colocados de casa-cozinha-e-filhos? É necessário começar a construir uma imagem alternativa – aliás várias imagens, onde a diversidade seja o tom, onde todas se sintam contempladas e onde valores mais sérios sejam privilegiados.

O lançamento de A Beleza Impossível, de Rachel Moreno, será na livraria Martins Fontes (Av. Paulista, 509, São Paulo). O livro custa R$ 25,90 e pode ser encontrado nas principais livrarias do Brasil, pelo telefone 11-3865-9890 ou pelo site www.editoraagora.com.br

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: