Skip to content

McDonald’s é acusado de despedir funcionário por ser gay e HIV positivo

9 setembro, 2008

Daniel Carver, com 44 anos de idade, apresentou uma reclamação formal junto à Comissão dos Direitos Civis em Iowa alegando que foi despedido do restaurante McDonald’s por causa de sua sexualidade e sua condição de portador do vírus HIV.

Segundo Daniel, seu número de horas de trabalho foi reduzido (com cortes de 10 a 15 horas por semana) e a promessa de ser promovido foi abandonada. Ele relatou ao “Iowa Telegraph Herald” que “um colega o chamou de rato bicha”.

Daniel está buscando agora o ressarcimento pelos danos resultantes da discriminação no emprego, já que, desde o ano passado em Iowa, os homossexuais foram legalmente protegidos contra a discriminação no trabalho.

Um porta-voz das Empresas Karpinski, proprietária do McDonald’s em Dyersville, disse à TV KCRG que as acusações são infundadas.
________________

Fonte: PinkNews.

One Comment leave one →
  1. Cláudia permalink
    13 setembro, 2008 2:58 pm

    O triste é pensar que não foi o primeiro nem vai ser o último caso de discriminação. Uma realidade que pelo que vejo vai demorar bastante a deixar de existir. ¬¬

    Beijos, Aranel!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: