Skip to content

Mamãe, sou lésbica!

4 outubro, 2008

.

As primeiras lições e o aprendizado, por uma questão de lógica, vem com as primeiras experiências ou com o primeiro namoro.

Depois delas ou com elas, outras questões começam a aparecer: o contato com o preconceito, a desconfiança dos pais, o encontro e/ou a entrada no “mundo gay”, o medo e/ou a vontade de “se assumir”, de contar sobre a orientação sexual etc.

Cada fase possui a sua dificuldade e a sua “dor”, a sua alegria e “libertação”.

A parte do “assumir” foi a mais complicada pra mim.

Namorei 2 anos numa situação totalmente desfavorável: a minha mãe e a dela mancomunadas entre si e com colégio.
A vigilância era quase total, felizmente existiam as minhas amigas que ajudavam sem perguntar nada. Não, elas não sabiam de nós, mas com certeza desconfiavam!

Passei por varias “dificuldades” pós-namoro. Parecia que eu estava sozinha no mundo e que ninguém jamais me entenderia… Era um solidão tão minha…
Não tinha noção de quantas lésbicas habitavam o mundo. Eu sabia que existiam, mas sabia também que, aparentemente, eu não conhecia nenhuma; além de não conseguir “reconhecer” uma se visse. Eu pensava:

É tudo mulher, como vou saber se é ou não?!

Enfim… Namoro mais do que literalmente acabado e eu nada bem…
Minha avó achou que eu deveria viajar e duas semanas depois lá estava eu embarcando pra São Paulo.
Foi a MELHOR distração que uma menina de 18 anos poderia ter as vésperas de ingressar na vida universitária. Estava experimentando a sexualidade e o sexo, uma certa independência e a liberdade longe de conhecidos e do olhar materno –muitas vezes sufocante!

Obviamente, como era de se esperar, fiquei pra lá de deslumbrada com a quantidade ENORME de lésbicas em SapaCity!

Ao voltar pra casa, tentei colocar a cabeça no lugar mas demorei muito pra conseguir… Acho que só voltei aos eixos ano passado…

Continuando…
De volta a nova rotina o tempo passou e eu arrumei um namoro a distância que desencadearia em dois momentos do tipo efeito dominó:

1) uma conta telefônica de mais de 2000 reais e a desconfiança de 90% da minha mãe!

2) a conversa chave…

Dia das mães, almoço nem tão família. No restaurante iniciou-se um briga com frases “épicas” que desembocou na casa da minha tia (de coração).

Mamãe havia pedido pra ela perguntar se a menina de longe era namorada minha…

Té – É tia K. Só não falo nada porque ela já disse várias vezes que prefere morrer a ter uma filha sapatão… Mas eu não tenho o menor problema com isso!

Minha tia conversou com mamãe e durante 2 dias enfrentei a cara de nojo dela… Durante o período de adaptação ouvi coisas do tipo:

– você vai matar sua avó e a mim; vagabunda; vamos a uma psicóloga; arrume um namorado… etc! Acontece.

A minha reação foi manter a cabeça firme e ao invés de achar que eu estava fazendo mal a minha mãe, tentei mostrar a ela que era exatamente o oposto… Não estávamos falando do que ela queria ou do que gostava, o assunto era Eu, o que Eu queria… Não existia nada de errado nisso!
O tempo se encarregou do resto…

Ela ainda estranha muito quando desconfia que a menina dormindo na mesma cama que eu é minha namorada… Mas… =)

Para esse terceiro momento, acho que o mais importante é respeitar seu tempo, conhecer os limites que seus pais (e/ou pessoas importantes pra você) tem para si e para você e saber que ser feliz é fundamental!

____

Leia mais:

Sex.d.ualidade

Sex.d.ualidade II

131 Comentários leave one →
  1. Amanda Andrade permalink
    4 outubro, 2008 5:13 pm

    Realmente poder se assumir é retirar um peso enooorrrme das costas!

    sinto um pontinha de inveja de quem pode fazer isso… mas, como ñ pretendo matar minha mãe do core e viver momentos de total Stress explicando q ñ estou doente, ñ preciso de uma psicóloga e etc etc etc… acho q ainda ñ é a hora!!

    enfim… mto bom o texto! fico feliz por vc ter esta liberdade!

    =****

    p.s.: adorei a sua avó! ele tem ótimas idéias!!! me empresta? rsrs

    • 9 outubro, 2012 3:20 pm

      eu sou assim como vc n tenho coragen para ,e declara minhamae teria um enfarte

      • vanessa permalink
        26 abril, 2014 6:30 pm

        Só de pensar na cara dos meus pais quando eu contar … :s
        Pq é tão difícil de entender que a gnt só esta tentando ser feliz ?

  2. Cláudia permalink
    4 outubro, 2008 5:34 pm

    Para esse terceiro momento, acho que o mais importante é respeitar seu tempo, conhecer os limites que seus pais (e/ou pessoas importantes pra você) tem para si e para você e saber que ser feliz é fundamental!

    Ainda estou na metade do caminho, já enfrentei a cara de nojo da minha irmã, é horrível, mas ainda faltam mais 2 caras dessas… =(

    Bom, veremos como vai ser ¬¬

    Beijos!!!

  3. missgray permalink
    4 outubro, 2008 6:14 pm

    “Ser feliz é fundamental” e só depende de nós.
    Adorei o post!
    Beijão!

  4. 4 outubro, 2008 8:17 pm

    Acho que não é muito diferente com todo mundo essa fase de assumir, mas como eu comecei tarde a namorar mulher e já era independente foi mais fácil um pouquinho…
    Hoje eu me preocupo acima de tudo com a minha felicidade, [in]felizmente a felicidade alheia não me pertence, então… vida que segue!

  5. raiii permalink
    5 outubro, 2008 12:56 am

    muito bom o post, bem eu ja enfrentei as kras de nojo, a ida ao psicologo e principalmente vc eh uma vagabunda, mas axo que mamae n qr colaborar cmgo, pois ela esta totalmente se fazendo de cega pra cima d mim!
    alguem tem hauahaua uma dica pra por favor ela se tocar e ir pra parte boa ;]

    ;*

  6. Greenie permalink
    5 outubro, 2008 3:43 am

    “Caras de nojo”…”Ida ao psicólogo”…
    Parece que a única coisa que muda é o endereço mesmo!

    :*

  7. Té Pazzarotto permalink*
    5 outubro, 2008 1:10 pm

    acho que mãe quando não quer ver*, nem vc beijando na frente dela ela acredita… =/

    • Neiriele permalink
      19 novembro, 2009 7:22 pm

      minha mãe…nem sei mais o q faço,,quero morrer ela ta fazendo de tudo pra me separar da minha NAMORADA,,mais eu não lago ela nem a pau…acho que temos que lutAR POr nossa felicidade,so vivemos uma vez…

  8. 5 outubro, 2008 5:19 pm

    Bem, eu me preparei para uma batalha e só ouvi da minha mãe “ela não é muito nova pra vc não”.

    • Mar permalink
      15 junho, 2012 3:43 pm

      Que gracinha!!! Sua sortuda!!!

      • bruna permalink
        5 janeiro, 2013 12:31 am

        sorte sua ter sido so isso
        eu to morrendo de medo da minha mãe…

    • nina permalink
      23 agosto, 2012 10:44 am

      kra…..q sortão vc teve….mamãe foi até pro hospital!!

    • vanessa permalink
      26 abril, 2014 6:35 pm

      Que inveja!! rsrs
      Minha mãe fala que não tem preconceito e talz, mais quando a coisa é com a filhinha dela a história é bem diferente

      • amanda permalink
        30 outubro, 2015 2:50 pm

        beeem isso, o mesmo aconteceu comigo

  9. 5 outubro, 2008 6:46 pm

    So contei para meu irmão e duas tias. De meu irmão ouvi um: “Se vc está feliz, estou com vc e não abro”. De uma deminhas tias: ” Nossa, ela é tão legal! Mas vc tem que se assumir!”. Falta os pais ainda, que acho q não receberão tão mal assim, mas ainda não sei como contar e ainda há o agravante de que ELA não quer que eu conte… Mas vou ensaiando no espelho! rs Adorei o texto!

    • Maya permalink
      7 agosto, 2012 10:30 pm

      Namoro uma mulher já fazem quase 2 anos, só que minha mãe(sou filha adotiva) não sabe, quando toco no assunto de amigos que contou para os Pais que é gay, e pergunto quase seria a reação dela, ela disse que não sabe o certo, mas morreria de vergonha das outras pessoas por ter uma filha homossexual, até entendo, pois ela foi criada em mundo, muito diferente do de hoje..

      Não sei o que faço, infezlimente não tenho tanta coragem de contar a ela que gosto de outra mulher, por que tenho medo dela me expulsar de casa, ou me tratar muito igual ela já fez em outros assuntos, não to aguentando mais essa situação toda vez que vou sair com a minha namorada, tenho que mentir, falar que vou sair com outra pessoa. Tá dificil… alguém pode me dar uma luz… pq não consigo chegar a uma conclusão… eu e minha namorada nos amamos muito, já somo duas mulheres eu com 24 e ela com 27.. largamos dos nossos relacionamentos anteriores o meu de 6 anos com um homem e o dela de 4 anos com uma mulher..

      Então é isso.. espero que alguém me ajude..

      • bia permalink
        5 agosto, 2013 3:48 pm

        vc é independente conta td

  10. Té Pazzarotto permalink*
    6 outubro, 2008 12:39 pm

    Valeu pelos comentários, gente =D

    • 21 outubro, 2011 10:46 am

      Eu não sei como falar para meus pais porque eles vão falar so porque eu tenho 16anos falam que euainda não me decide sobre a minha sexualidade e alem de me expulsarem de casa.

  11. 7 outubro, 2008 10:46 am

    Adorei o texto… E realmente, parece q as coisas só mudam de endereço. Para um terceiro momento, como disse minha terapeura [tb] é ideal saber o ritmo da família. A minha ainda não sabe, mas não pretendo esconder o resto da vida =p

    bjos

  12. Vani permalink
    7 outubro, 2008 2:31 pm

    Té, num quer me adotar não???

    Pq olha… Lá se vão 6 anos q minha família sabe… E até agora parece q foi ontem q eu cai na besteira de contar… =/

    Mas sou o q sou e não é mãe nem família q vai me impedir de buscar minha felicidade…

  13. Michele permalink
    7 outubro, 2008 8:13 pm

    Já vai p quase um ano que contei p minha mãe… cara de nojo continua, altos e baixo, agressões e mais agressões verbais. Não sei se o tempo dá jeito em todas as mães, não sei mesmo. Não sei até que ponto assumir especificamente para minha mãe valeu a pena. E olha que sou contra armários, acredito que não exista normalidade e que se esconder só adia as mudanças que a sociedade precisa fazer.

  14. uiu permalink
    8 outubro, 2008 2:38 pm

    Sempre excelente seus textos!
    Parabéns
    bjo

  15. wan. permalink
    8 outubro, 2008 9:21 pm

    Como sempre Té amore arrasando…
    bem, eu não passei por nada disso, acho que meu maior conflito foi comigo mesma, quanto a minha família, a aceitação e apoio foram tão naturais que não sofri em nada com eles, mas com a maioria das pessoas não é bem assim…
    depois vem o meio de trabalho, esse na minha opinião é bem foda…
    bjos amore

  16. Carol permalink
    9 outubro, 2008 11:44 pm

    Eu tive a sorte de ter nascido em uma família “legal” neste sentido! Eu levei séculos para me assumir para a minha mãe com medo e tal e depois ela me disse que já sabia…as mães sempre sabem, por mais que elas não queiram ver…
    É claro que não foi nada fácil para a minha mãe, mas eu soube respeitar o momento dela..assim como ela tem me respeitado até então…e o importante é isso… mas eu sei..que neste sentido…sou prestigiada, quase uma exceção, pois a maioria sofre muito com os pais por serem homossexuais..
    não sou totalmente assumida, minha mãe e alguns familiares já sabem, algums amigos e tal..mas não todos…confesso que ainda tenho um certo medo, um certo receio…

    parabéns pelo post! 😉

    • 9 outubro, 2010 5:15 pm

      poxa entra no meu orkut chara vamos convesar quero dicas para enfrentar meus pais ;esqueite_rock@hotmail.com

      • 9 outubro, 2010 5:50 pm

        Infelizmente, no momento, eu realmente não estou com tempo. Espero que você consiga decidir o melhor pra você…
        Beijos

  17. 28 outubro, 2008 12:52 pm

    Eu nunca precisei passar por isso…

    Quando fiquei com a primeira guria eu contei pra minha mãe na volta da festa.. sentei na cama dela e contei.. ela riu muito e ficou por isso mesmo.. até pq nunca tinha passado disso.. hoje estou enrolada com uma guria a uns 4 meses.. minha mãe sabe, vê.. as vezes se mostra incomodada, mas normalmente não tem problemas, trata ela super bem e sempre tenta puxar assunto pra saber como estamos..

    Meus amigos e irmãos já sabem e está tudo na boa.. só o meu pai que nem sonha.

    Nao imagino a reação que ele possa ter..

    Mas isso é pra outra hora.. e só se for mesmo necessário.. eu trabalho com ele e nos falamos todos os dias.. por isso a vida ‘particular’ está meio de lado.. não teria pq contar pra ele tãoooo cedo.!

    Enfim..
    Belo post..

    Beijooooooooo

  18. jessica permalink
    21 fevereiro, 2009 5:35 pm

    complikdo neh…
    muitas vezes se assumir não é tao facil assim…
    principalmente pela cara de nojo q a familia faz…
    mas fazer oq é preferivel se assumir a viver uma vida de mentira…

    ou fala serio ela falo tudo oq acontecceu comigo…
    10×0
    axo q isso acontece com todos q vao se assumir…

  19. Patrícia permalink
    4 março, 2009 2:20 am

    A minha única dificuldade é saber se a menina é gay ou nao, se quer so uma amizade ou nao.
    Ha pessoas que nao entendem e quando descobre se afasta, e o que mais machuca.
    Ela(a garota da historia) teve sorte de sair de casa, mas meu problema é que onde morro poe dificl em achar, to cansada de ficar so.
    O que eu faço????…..acho que o tempo dirá.

  20. Laíse permalink
    5 março, 2009 8:34 pm

    Poxa, muito interessante !
    Graças a Deus que minha familia me aceitou e fazem de conta ate que nao sabem .. As vezes quando meu tio comenta algo todo mundo leva na brincadeira. Mais tou mesmo atras é de uma solução para minha namorada =/ Namoramos a um ano, familia dela me odeia, tipo me culpa .. Nao querem aceitar, e o pior, soube pela a boca do povo. Minha namorada tenta negar, mais no fundo eles sabem que é verdade e a proibem de varias coisas . E a gente sofremos pakas e eu fico aqui sem saber o que fazer, pois ela é de menor e eu tbm . Sei que a gente se gosta muito e mesmo com tudo isso estamos aqui firme e forte dando tempo ao tempo, pois parece que so o tempo irá resolver isso .
    O que eu faço ?=/

    • Té Pazzarotto permalink*
      5 março, 2009 9:05 pm

      O que vocês já estão fazendo. Vocês dependem dos pais, moram com eles e infelizmente o mais eficaz é esperar.
      Não sei quais seriam as consequências da sua namorada assumir, talvez nem ela saiba.
      Vejam como as coisas se desenrolam. É viver um dia de cada vez.

  21. 20 março, 2009 5:25 pm

    Realmente, pais só mudam de endereço e CPF!
    vou numa psicologa faz 2 anos, qualquer assunto relacionado a “homossexualidade” é “PROIBIDO” aki em ksa. ninguem ousa dizer a palavrinha magica: “lesbica”. ufa! chega a me causar calafrios.
    quando minha mae descobriu me disse horrores. os quais não sou capaz de reproduzir em palvras. como me fizeram mal… desde esse dia tenhu uma ferida aberta, q por vezes, sangra. sangra mto, uma hemorragia.
    mas hj… estou deixando a barca da vida deslizar suavemente no rio do tempo!
    o problema é q vivo tensa, pois não sei quando as tempestades virão, quando mais gnt saberá de meu segredo…
    MEDO… é issu q sinto.
    as vezes achu q sou a unica a gostar de garotas no mundo!, sei q existem mais gurias como eu e como há!, mas é q – sei lah! – tem hora q bate uma angustia, uma vontade de sumir, fugir!
    pq elas não se mostram? pq tenhu q enfrentar essa barra sozinha sem nenhuma amiga q esteja passando ou q ja passou por uma situação similar? pq não enfrentamos a homofobia da sociedade de frente e paramos com toda essa dissimulação q nos faz tao mal?
    MEDO… é issu q sintimos.

  22. Bianca permalink
    21 março, 2009 11:07 pm

    Amei o poste . . .
    Estou em uma situação embaraçosa…
    Contei a minha mãe que terá o show de uma cantora famosa por aki mas ela sabe que essa mulher é lésbica e ela disse que eu não ia pois ela estava me privando de ver as mulheres se beijando. . .Ela disse:Se vc fosse(lésbica)Eu lhe deixaria ir e daria o maior apoio. . .Eu quase dizia na hora(que eu sou)…Mas travou. . Essa semana eu conto a ela. ..Espero que a reação dela seja boa ou ao menos compreensivel(yn)

  23. duca permalink
    28 outubro, 2009 11:43 am

    muinto bom os textos acima, mas é verdade ki as historias só mudam de endereço mesmo, sou lésbica e só resolvi assumir há uns 8 meses atras, pois conheci uma menina no cursinho e mim apaixonei por ela e hj namoramos há 7 meses. minha mãe sabe ki sou lesbica mas n aceita isso em minha vida, ela fika muinto triste por isso, a tristeza maior dela é ki por ser evangelica ela acredita ki já estou condenada ao inferno por ser lesbica, meus irmão sabem tbm mim aceitam do jeito ki sou mas n mim apoiam pelo mesmo motivo de minha mãe. as vezes mim vem um desespero por n ter o apoio de minha família mas tento viver a minha felicidade . por outro lado muintos mim apoiam principalmente primos e tios, se n fosse eles estaria numa situação muinto ruim. mas o importante é ser feliz e sou muinto c minha namorada. poder amar ela é inesplicável. bjsss pessoal

  24. Wérica permalink
    2 dezembro, 2009 8:51 pm

    Lindão ! Parabens pela coragem.
    Espero um dia ser tão corajosa quanto…

  25. Lila permalink
    31 julho, 2010 10:10 pm

    Eu me descobri a pouco tempo apaixonada por uma mulher, somos maiores de idade e dependentes ainda dos nossos pais. Minha mãe sempre achou minha namorada meio diferente e começou a suspeitar q ela gostava de mim, mas até então não tinha nd entre a gente. Eu e ela nunca tivemos relação com outras mulheres até então, e estamos meio perdidas ainda. Minha mãe me disse q ou assumo q tenho um caso com ela ou me afasto de vez dela. Não sei o q fazer, e td é mto recente ainda. Tenho mto medo da reçõ dos meus familiriares e dos del tbm.

  26. tati permalink
    27 agosto, 2010 10:15 pm

    Bom ler sobre isso, estou passando exatamente por isso, meu pai descobriu e isso ta virando um inverno na minha vida, minha mae ja sabia mas agora esta meio contra mim, pelo fato de nao querer ir contra meu pai… mas as coisas vao se ajeitando ele nao mudou comigo so nao aceita minha namorada na casa dele, estou respeitando muito isso… mas ta muito foda… porem o texto me deu uma esperança o tempo encarregara de tudo e espero que melhore um dia quem sabe minha familia e a dela reunida pra almoçar.
    bjus obrigada pela historia

    • 27 agosto, 2010 11:51 pm

      Com o tempo, dependendo da família, as coisas se ajeitam sim… Duro é ter paciência.
      Fico feliz que o texto tenha ajudado, estou as ordens 🙂 e boa sorte!

      Beijos,

  27. 9 outubro, 2010 5:12 pm

    poxa eu to em uma desisão forte na minha vida sabe tenho uma prima que se declaro sendo lésbica i eu eles nem imagina ne mais fazer o que eles sempre falam que eu vou casar ter filha mais fazer o que eu sou apaixonada em mulheres ne entre no meu orkut;esqueite_rock@hotmail.com quem sabe conversando eu tenho mais coragem de emfreta meus pai bbjjjsss!

    • 31 outubro, 2011 9:38 pm

      A situação é um pouco delicada, mas ñ impossível de ser enfrentada. Tente contar primeiro para a sua mãe, pois nós mulheres somos mais maleáveis. É díficil, mas somos assim e nada pode mudar o nosso jeito de ser. Não se desespere. Encare essa situação de maneira tranquila, pois o medo só faz piorar as coisas.Ser lésbica ñ é o fim do mundo.
      Pense nisso e boa sorte.

  28. Thi permalink
    20 outubro, 2010 1:21 am

    Olá, os meus pais descobriram que eu era lésbica quando eu tinha 18 anos e me obrigaram a terminar meu namoro eu até tentei terminar mas não consegui por muito tempo porque amo muito minha namorada, e na época fizeram muitas chantagens emocionais, meu pai é tradicional e disse se eu continuasse com isso ele lavaria as mãos pra mim, e não me daria nenhum apoio, e para minha mãe o que o meu pai decidir para ela está bem, e eles me mandaram para outro estado. Passaram alguns meses e eu me comunico direto com minha namorada ela tem17 anos e mora com a mãe, onde eu moro com alguns familiares as vezes a convivencia fica ruim, por que boa parte da família sabi e não comenta no assunto, estou com 19 anos e aindo não tenho um emprego sou dependente dos meus pais, mas estou cansada dessa situação de ter que fazer o que eles querem todos esse meses que passei estão sendo horríveis, e tenho dores de cabeça só de preocupação com medo de magoar eles de novo e pensar nas consequencias, estou com 19 e decidi contar pra eles por telefone que sou lésbica e que tenho plena certeza disso,a mãe da minha namorada apoia nossa relação e disse que a casa dela está de porta aberta aberta para mim, com base que sei que serei renegada e não terei apoio financeiro dos pais essa decisão foi muito difícil, eu amo muito minha namorada e quero ficar com ela, e estou cansada de mentiras, quero construir uma vida com ela, mesmo que seje muito dificil por ela vale a pena tentar eu sei..gostaria que me dessa sua opinião para me ajudar um pouco nessas ocasiões ajuda sempre é bom…

    • 20 outubro, 2010 12:42 pm

      Olá, Thi…
      Existem vários tipos de pais, isso é óbvio mas as vezes esquecemos.
      No seu caso, há pais que fazem isso porque realmente vão morrer sem “aceitar” a escolha de seus filhos; e há aqueles que agem dessa forma por acreditarem que amar alguém do mesmo sexo é uma questão de escolha, pura e simples como pegar uma meia na gaveta. Para esses que acreditam que é fácil abrir mão de uma parcela de sua identidade, as pressões são a maneira mais fácil de solucionar o “problema”. Alguns para explicar esse momento dizem que essa sua vontade é só uma fase e estão fazendo isso para o seu bem. Particularmente não gosto desses discursos.

      Eu não sei o que de fato faria em seu lugar pois não o vivi. Mas, se ficar em sua casa é impossível e se a casa da sua namorada está de portas abertas e é o que você deseja, considere essa oferta uma opção. Todos, alguns mais cedo outros mais tarde, temos que ter o controle da nossa vida.

      Espero que a cabeça dos seus pais se ilumine, e sempre que tiver uma oportunidade busque conversar com eles… O preconceito vem sempre da ignorância.

  29. Suzanna Gattay permalink
    10 dezembro, 2010 9:52 pm

    Olha, eu tbm já passei pela fase de contar para a família.

    Nessa época, tinha uma namorada que amava mto, e era estagiária, ou seja, ganhava super pouco.
    Fui expulsa de casa…. tive que mudar de cidade.. o namoro acabou!
    Minha familia ( tias e tios ) intervieram… acabei voltando a morar com meus pais
    Hoje, depois de 3 anos, eles aceitam relativamente bem.
    Já me casei com uma mulher e eles me visitavam em nossa casa…

    A dica que deixo é a seguinte. Eu conhecia muito a minha mãe e ela me parecia super liberal, mas não foi… achou q era doença, falta de “porrada”, limites, distúrbio, q eu precisava de um psicologo e de uma pica grande.. rs mas enfim.
    Meu conselho é, se vcs acham que vai ser mto difícil.. deixem para enfrentar quanto tiverem condições.

    Não sou ligada em dinheiro, mas tê-lo nos dá a possibilidade de fazermos o que quisermos mas principalmente.. de não precisarmos fazer o que não queremos…

    Este e o ponto, não ter que ficar na casa de ngm, dependendo de ngm… pq hoje vc tem amigos, amanhã não… e isso é normal.
    A família geralmente é quem segura as pontas…

    Eu quando casei, já era independente totalmente, e não precisei de nada, absolutamente nada da minha família. E foi a melhor coisa q eu fiz… pois não há nada que eles possam “jogar na minha cara”…

    No mais, cada família tem o seu tempo de latência.. seu tempo de aceitação. No final, td acaba se encaixando.. pq o amor incondicional vence os desafios !

  30. gabizinha permalink
    21 fevereiro, 2011 4:16 pm

    nossa, eu e minha namo queremos assumir, mais temos medo da reacao da mae dela q provavelmente a levaria pra sp ou pro rio, e nos morreriamos de ficar longe uma da outra

    nao sabemos o q fazer, o q dizer e quando dizer…

  31. karol permalink
    20 março, 2011 10:37 am

    Oi parabéns por manter a cabeça no lugar vc foi firme em seus sentimentos.
    Eu acabei de contar pra minha família e estou com o coração na mão ,eles tem a mente muito fechada nao aceitaram logico e estou sofrendo muito pois falam coisas que machucam mt ,o pior que não houve apoio nenhum so dedos em minha direção ,espero vencer um dia esse preconceito que como sabemos não esta totalmente la fora e sim dentro de casa,pois ouvi minha mãe dizer você é a unica da familia o que vão dizer e tal mas nao ouvi ela dizendo o que você sente esta feliz? ou algo do tipo ,acho que vão acabar me perdendo pois a cada dia me afasto mais do convivio deles vou deixar que o tempo mostre a eles o que sinto e que não vou mudar fazer o que sou assim e amo ser quem sou by kk^^,

    • 22 março, 2011 3:58 pm

      Isso é uma verdade objetiva. Tantas vezes os pais apontam o lado de fora como o “lobo” dos filhos, mas não percebem que são eles próprios que nos machucam.
      Boa sorte e espero que o tempo ajude.

  32. nick permalink
    25 março, 2011 12:08 am

    Preconceitos odeio

    • 2 abril, 2011 1:22 am

      Oi menina!!!!!!!
      Adorei seu blog, e principalmente este post.
      parabéns por ter seguido com a cabeça erguida!
      beijão!

      • 2 abril, 2011 7:37 pm

        Obrigada Dorinha!
        Volte sempre que quiser =)

  33. 16 maio, 2011 12:52 am

    Meu caso é um pouco diferente, começando.. tenho quase 18 anos, moro com a minha mãe e meu padrasto, meu pai mora em outro estado junto com minha madrasta e minha irmã que é só um ano mais nova que eu, há 1 ano e meio descobri a minha atração por mulheres, mas sem perder o interesse em homens, eu era bi, meus pais ficaram sabendo que eu tinha ficado com garotas mas nunca gostavam de tocar no assunto. Há dois meses atrás perdi o interesse pelo meu namorado, empurrei o namoro por 1 mês e meio só pra ele não sofrer, até que terminei dando a notícia “sou lésbica”, a reação dele não importa no caso, o fato é: não sinto nada mais por homem algum, e as mulheres que vejo na rua me atraem muito, tenho toda certeza da minha sexualidade finalmente, sou homossexual. A uma semana atrás minha irmã disse que tinha contado ao meu pai, e que ele tinha dito que já sabia de certa forma e me queria feliz, minha irmã também contou a ele ta menina que estou gostando e ele disse que quer conhecê-la pessoalmente, mas o problema é: eu moro com a minha mãe, que ainda não sabe disso, e que por sinal, as vezes se mostra meio homofóbica, não sei o que fazer, meu pai disse que se eu precisar posso ir morar com ele, mas eu não quero ir embora. Mas se meu pai, que me viu a ultima vez a 5 meses atrás já desconfiava, será que minha mãe não desconfia também?

    • 16 maio, 2011 2:35 pm

      Que bom que seu pai aceitou bem! Que bom.
      É comum dizermos que as mães sempre sabem. Mas, às vezes, elas preferem fingir que não.
      Assim sendo, suponho que sua mãe desconfie sim da sua homossexualidade, até pelo seu histórico. A não ser, claro, que ela viva no mundo de alguma lua de Júpiter…
      Fico na torcida para que dê tudo certo!
      Abraço,

      • 18 maio, 2011 9:41 pm

        Té, só voltei pra dar boas notícias, não aguentei e hoje mesmo contei pra minha mãe, ela disse que já imaginava. Foi super atenciosa e disse que me apoia e que é a favor do amor, só não entende muito porque é louca por homens. UAHAUAHAUHAUA
        Mas estou feliz e vim compartilhar com todas que lêem seu blog, é uma questão de saber a hora de contar e saber explicar como você se sente, tive sorte, mas tudo tem seu tempo.

        Beijo!

      • 19 maio, 2011 2:19 am

        Que bom!
        Fico imensamente feliz por você! De verdade!
        Volte sempre, seja para dar boas notícias ou só um ‘oi’.
        Parabéns!

  34. Kah permalink
    1 junho, 2011 5:38 pm

    Oii, muito legal o post.
    A minha primeira tentativa com minha mãe foi com 13 anos.
    ” a história aconteceu mais ou menos assim” :
    eu conheci uma garota e me enteressei por ela, uma semana depois estavamos perdidamente apaixonadas uma pela outra, namoramos nove meses ai minha mãe começou a desconfiar, foi qdo ela veio cheia de preconceito pro meu lado, e eu esquentadinha como sempre dei o grito, falei :
    Os homens tem razão de gostar tanto de mulher, e eu tbm gosto mãe infelizmente p senhora e felizmente p mim nasci assim.
    booomm foi uma bomba a mulher acabou com a minha vida me chamava de nomes q não vou citar pq o horario não permite (kkkk). ela chamou a garota e falou alguma coisa com ela ( até hj não sei o que é) e ai ela terminou comigo. Fiquei louca traumatizada, finji ter mudado para as brigas em casa acabarem… mas com 15 anos kkk arrumei outra “amiga” minha mãe desconfiava, mas até q gostava dessa minha amiga até descobrir que era namorada kkkkk Ai tocou o terror, me mandou embora de casa, me deu um belo coro, enfim acabou comigo.
    namorei um garoto por dois anos sentindo nojo de mim cada vez que ele me beijava, era como estar cavando a minha cova, no dia que fizemos dois anos de namoro eu fui bem clara com ele:
    Gosto de mulher a sua opinião com relação a isso vc pode engolir(ele é super homofobico) vou em busca da minha felicidade.
    Hj tenho 19 anos e tem uma menina no mesmo ponto de onibus que eu, ontem falei com ela, ela até curte garotas mas tem namorada, to super mal com isso maaaas nada melhor q começar com uma boa amizade…. ah, minha mãe finalmente “aceitou” ela conversou comigo, chorei bastante, falei com ela q infelizmente a minha felicidade causa a infelicidade dela mas q a felicidade dela ela quem tem de correr atras e deixar com que eu busque a minha!
    enfim meninas escrevi um testamento e foi um resumão da história enteira, minha mãe frequenta a Universal do Reino de Deus, imaginem o que passa na cabeça dessa mulher… um dia eles acabam se rendendo, não quer dizer que vão aceitar, vão simplesmente vendar o olhos e fingir q nada de diferente aconteceu! Boa Sorte p vcs, add no msn barby_lora@hotmail.com … não sou mais loira, sou morena…kkk

  35. 21 junho, 2011 4:50 pm

    Kah adorei,menos no começo em que sua mãe ñ t aceita,mas depois acaba td dando certo.Eu tenho 12 anos e sou lésbica,descobri isso ano passado.Tenho medo de contar isso a minha mãe,eu acho muito legal quem conta ao seus pais,moro com minha mãe e meu irmão de 16 anos,ñ tenho contato com meu pai então tenho medo de decepcionar minha mãe que criou eu e meu irmão sozinha,ainda mais que conto tudo pra ela e ñ tô conseguindo mais segurar.Bom já comecei dizendo que adoro GAYS,é sério eu adoro eles mesmo,ñ disse que gosto muito das lésbicas pois ela é muito desconfiada,mais disse que ñ tenho preconceito contra nada e a ninguém.Eu vou conseguir e todos vcs que ainda ñ sairam do armário também.Bjs no coração de todos gays e lesbianas.AMO VCS…

  36. fernanda medeiros permalink
    5 julho, 2011 8:53 pm

    E admiro muito meninas e mulheres q realmente assumem o q sao. Eu por exmplo minha mae a te sabe com meus irmaos, mantenho um casinho ai , mais a minha principal preocupacao e: meu filho de 6 anos nao sei como ficaria a cabeçinha dele.. Bom sou feliz assim, sou super feminina e isso me ajuda muito a camuflar minhas escolhas

  37. kesya permalink
    8 julho, 2011 3:04 am

    sou lesbica tenho medo de dizer p minha mãe ela não aceita por isso sou obrigada a
    namorar um goroto pra ela não desconfiar q seu lesbica mas na hora certa vou dizer
    pra ela q gosto de garotas ~espero q ela aceite e me apoie.

  38. NANA permalink
    8 julho, 2011 3:10 am

    não sei como falo pra minha mãe q sou lesbica não sei oque fazer mede um bom
    conselho TÉ P.POR FAVOR ME AJUDE.

    • 11 julho, 2011 2:25 pm

      Acho que não importa muito como você vai falar que gosta de mulher, sempre será uma notícia recebida com impacto. A não ser que se possua pais “normais”. É importante saber argumentar bem pra que sua mãe não ache/ pense coisas erradas e equivocadas.
      Boa sorte!

  39. laly permalink
    8 julho, 2011 6:38 pm

    Eu não sei como vou falar,..
    Minha irmã ja sabe,….ela me deu maioor apoio
    minha familia axo que vaii aceitar!
    🙂

  40. 15 julho, 2011 3:49 pm

    Nossa tantos casos quase a mesma historia,
    Bem tem algum temo que eu e minha namorada/companheira/amiga sentiamos atração uma pela outra ate então achavamos que era apenas uma “curiosidade” sempre soube que eu tinha atração por mulheres mas nada nunca havia chegado aos finalmentes. Numa viajem feita entre nos duas com varias brincadeiras e indiretas sobre sexualidade e outras coisas nos duas acabamos revelando que tinhamos uma atração, mais tarde destino ou não acabamos tendo que dividir uma cama, e acabou acontecendo. Depois passei por um periodo dificil na minha vida, algumas coisas do passado resolveram me atormentar, e minha mãe desconfiando da nossa proximidade, pedindo pra que eu me afastasse, por que ela tinha ouvido sertos “boatos”. Eu resolvi que dar um fim em mim seria o melhor pra todo mundo. Ela me salvou de fazer uma merda, disse que eu erra importante pra ela e que estava gostando de mim. Eu disse não a ela. mas ela não desistiu de mim, fui me dar conta do que realmente sentia por ela quando pensei que ela teria voltado a morar em minas, ela voltou e nos ficamos mais proximas do que nunca, fomos levando as coisas mais de vagar, a virada do ano foi tão perfeita e especial. nos duas hoje temos 18 anos, porem dependemos de nossas mães. quem acabou tendo que ir embora dessa vez fui eu, acabei passando no vestibular e somando as desconfianças da minha mãe fui obriga a ir pra outro estado fazer algo que eu não queria, mesmo assim continuamos juntas, e as desconfianças so aumentavam, pois toda vez que eu vinha a minha cidade natal, a maior parte do meu tempo era com ela. e as despedidas sempre eram devastadoras, começamos a namorar oficialmente em março, logo apos o aniversario dela de 18 anos. com exatamente um mes de namoro, fomos descobertas, a mãe dela deu uma de compreensiva e amiga, apenas para que ela contasse tudo que estava se passando. A mãe dela contou tudo para a minha e desde então tem sido um inferno pra nos duas. ameças, ofenças, agressões verbais e não verbais. tinhamos feito alguns planos para o mes de julho, ja que seriam 2 meses que eu não a via, mesmo com o contato diario entre nos por telefone e internet. a mãe dela arma uma viajem para Minas. e a deixa lá. agora estamos separadas a mãe dela vai quer que ela vá para argentina, nos duas não podemos tocar no nosso proprio dinheiro por causas de clausulas de herança dos nossos pais. não sei mais o que fazer. nos queremos ficar juntas mas não temos como. so torço pra que ninguem passe pelo que nos estamos passando. abraços

  41. Brenda permalink
    19 novembro, 2011 1:53 pm

    Ah concerteza os pais só mudam de endereÇo mesmo. Estou mt mal em relaÇão ao meus pais. . Minha mãe é evangèlica e pioraa a situaÇão, eu ñ cntei ainda pros meus pais. . Meu medo é mt grande, devido eu depeder deles, sou menor de idade, tenho 15 anos e sei que se eu contar agora para eles, ñ vou poder faser mts coisas que faÇo agoraa ( sem eles saberem )’ eles atè desconfiam de eu ser lésbica, eles acabaram vendo mesgns no meu celular de meninas e taall .. Me prenderam por um tempo dentro d kasa. . Foi fodáa’ agora tó pensando se devo ou ñ tocar nesse assunto dnvo.. O que acham ?

  42. Bia permalink
    22 novembro, 2011 3:55 pm

    Céus, preciso contar isso pra minha mãe. não sei qual exatamente vai ser a triste e lamentável reação dela, só espero que não me mate D: .

  43. thay permalink
    25 dezembro, 2011 2:37 am

    poxa, estou passando por um monento muito dificil na minha vida ,
    tenho 19 e a 2 anos atras eu conheci uma garota , a Fernada , ficamos muito amigas , foi muito derepente , nossa amizade foi crescendo cada dicom mea , uma coisa muito forte , inesplicavel , eu fiquei completamente apaixonada por ela , mas nossa amizade era tão grande q eu n tinha coragem de asumir minha paixão. Cada monento com ela era como se fosse o ultimo eu sabia q ela gostava de mi acho q ela sente o mesmo por mi e tem medo assumir como eu , mas nem uma confessa o amor q sente pela outra , com medo de perder a amizade .
    No dia do meu niver eu tive a plena sertessa q ela mi amova , pós ela mi mandou uma carta ,lá ela lembrou todos os momentos q passamos juntas etc, o mas imocionante , ela fala q mi AMA eu li a carta chorando com as frases linda q lá estava foi muito foda .
    So q ela viajou po EUA , Foi fazer intercambio durante 6 meses , quando eu soube q ela tinha indo fiquei numa puta de uma depressão ñ comia ,ñ bebia , ñ dormia so pensava nela o tempo todo foi duro pra caralho.eu sabia q ela também tava sofrendo mas sabia q ela q ela iria voltar , ficamos si falando por telefone . internete mas a vontade de estar do lado dela era muito grande . Eu estava decidida a falar pra ela o q eu sentia por ela ,
    e confessei todo meu amor por ela , ela comessou a chorrar eu achei q ela estava corando de ravia de mi eu desliguei o telefone imediatamente e comessei a chorrar na mesma hora ela ligou pra mi e falou bém baixinho no meus ouvidos EU TI AMO , EU TI AMO . aquele foi o momento mas lindo da minha viida so queria estar perto dela .
    cara isso foi na segunda ,!!! quando foi na terça eu estou no meu ap 11 horas da noite a campainha toca , quaando abro a porta .!!! ) Fernanda eu abrassei ela bem forte disse q a amo , foi nosso primeiro beijo o 2 dia mas lindo da minha vida . deois desse dia comessamos a namorrar . agora vai fazer 1 ano q estamos juntas .
    Fê e Thay
    em fim essa foi nossa história de amor (…

  44. ines permalink
    14 janeiro, 2012 2:44 pm

    parabens muito boom o poster 😀 minha familia ainda nao sabe , eu tenho katorze anos ,e penso ke a minhha familia nao vai kereer aceitar porque sou novaa, ás veezes vejo filmes em que as raparigas se beijam ai a minha familia dis: KE NONJO …. por isso nao sou capaz de dizer axo ke ainda e muito cedo para a minha familia me aceitar …

    • 21 novembro, 2012 4:27 pm

      eu mim assumi com 15 anos e minha mae levou nua boa falei que estava gostando de um garota e ela fala que mim amava do gneto que foce

  45. Gaby permalink
    30 janeiro, 2012 12:38 am

    Po todo dia rezo pra isso passar num aguento mais brigar com a minha mae e num aguento mais focar longe da minha linda namorada!amo ela de mais!minha mae num aceita e nao tem quem faca ela aceitar ja to quase me matando!

  46. 13 março, 2012 11:33 pm

    oi gente,eu sou a thay estou desesperada eu so tenho 15 anos e acabei de descobrir que amo uma lesbica da minha sala (ela foi a unica mulher que eu ja beijei )nao tenho coragem de contar para os meus pais,oque eu faco para eles irem percebendo aos poucos?

    • 15 março, 2012 1:41 pm

      Fique calma! Cedo ou tarde eles irão perceber. Talvez desconfiem e não toquem no assunto. Ou talvez eles te façam algumas perguntas antes do tempo imaginado. E se nada disso acontecer, quando você se sentir a vontade, converse com eles!

  47. Amanda A. permalink
    4 maio, 2012 10:44 pm

    Minha mãe acabou de saber, pelos outros.. Ta pesando muito na minha mente, ta fazendo minha vida virar um inferno. Eu tenho namorada e não to podendo sair, não consigo ver ela e estou muito mal com isso ):
    Meu pai ainda não sabe mais quando souber vai ser pior que a minha mãe. Eles nunca vão aceitar isso, eu não sei o que fazer..

  48. 6 maio, 2012 6:38 pm

    ola thay eu tbm so lesbica mais morrer de meto de conta para minha mae seu e estoriha de amor muito linda por favor mim ajuda vor passa facebook ritinha haruno silva por vor mim ajuda

  49. Talita Gudes Santos permalink
    11 junho, 2012 12:32 pm

    ai minha mãe é pastora meu pai tbm é pastor mais noa sei o que fazer namoro um homem mai gosto de uma menina fui para parada gay ontem em são paulo que gostei de uma menina tou com esse homem pra fazer a vontade dos meus pais mais estou pensando em mim assumi mais tenho medo da reação deles só quem sabe é minhas amigas
    e elas aceita de boa mais noa sei o que eu faço mim ajuda
    meu MSN é talitabahianinha@hotmail.com tenho tbm o talitadesigngrafico@hotmail.com
    beijoss

  50. t t t permalink
    14 junho, 2012 12:35 pm

    eu contei so para minhas amigas ate agora e elas acharam isso normal,me apoiaram muito ,so tenho medo de contar pra minha mae e ela me por pra fora de casa.rsrs

  51. Mar permalink
    15 junho, 2012 4:48 pm

    Acho que acabei de ler todos os comentários. Observei o assunto em comum em quase todos, exceção de alguns, o conflito familiar.
    Eu para me assumir foi um processo. Primeiro foi me aceitar e entender que sou gay. Tenho plena consciência de que aprecio mulheres e isso desde sempre. Quando criança brincava de namorar meninos, mas pelo pleno caso de reproduzir o modelo, mas meu s2 bateu com sentimento quando eu tinha uns 7 anos, e era por uma coleguinha de escola, mas como eu não entendia de nada ainda… já adolescente, havia umas garotas lindíssimas na escola que toda vez que eu tinha a chance que ir para o corredor para vê-las eu ia. Viajava sozinha na fantasia. Meu problema e conflito toda a vida com isso é o fato de ser Cristã Protestante (o que dizem evangélica), eu e toda minha família, parentes, amigos e quase todo mundo e toda minha rede social e tals…(imaginem a situação). Até, então, mesmo gostando de meninas, eu não havia cogitado de que sou lésbica. Imaginava que com o tempo tudo iria para o seu devido lugar. Afinal, Deus é comigo.
    Quando fiz quatorze anos, conheci uma menina, ela me acolheu como sua melhor amiga ¬¬. Tudo bem! Ela me conquistou nesse quesito e tb no outro (fiquei apaixonada), mas nesse ela ficou sem saber, até então. Amizade vai e amizade vem, acabamos tendo muita intimidade, brincadeiras que ficávamos excitadas. E acabou que estava rolando uma química fora do comum. Até que um dia, com quinze anos de idade (ela tem mesma idade que a minha – sete dias de diferença), rolou de eu beijá-la. Foi muito tenso, só pessoalmente para explicar. Isso é uma parada totalmente proibida, e teve a maior promessa que de nunca mais iria acontecer. Mas rolou a segunda, percebi que ela gostou, mas fingiu que não ¬¬. Da terceira em diante… pronto… não conseguíamos mais parar.
    Mesmo com oito anos de relacionamento, eu ainda não cogitava que era lésbica (obs. essa minha amiga não é, ela teve essa experiência comigo, mas hoje ela é casada com um carinha e tal… o lance para ela foi a força da nossa amizade e continuamos amigas e o resto não tem nada mais a ver). Eu acreditava ainda que iria rolar um casamento ou coisa do tipo para mim com um homem, mas sempre que eu fico com um mocinho acho horrível. O beijo que eu dava em minha amiga era perfeito, fazia todo um sentido, coisa que nunca consegui com um rapaz.
    Até que continuei me atraindo por mulheres, mas não mais investi em alguém.
    Passando o tempo e lendo umas coisas, tive que me conformar e passei a ter uma consciência de que sou gay. E quando fico sabendo que alguém desconfia e qualquer coisa do tipo, nem ligo mais, pq morria de medo e vergonha. Mas tb não me assumi para o mundo.
    Um dia, minha família me chamou para conversa. Confessei minha situação – não minha história das coisas que já fiz – de que gostava de mulheres e me atraia. O mundo desabou!
    Desestruturei todo mundo, apesar de que eles já sacavam, mas a situação é inaceitável.
    Ainda me mantenho no armário. Não tenho a menor intenção de confrontá-los, ou ficar jogando isso na cara deles ou fazer qualquer forçação de barra. Não faz meu estilo. Sou tranquila, me mantenho na minha. Minha família é uma benção e não abro mão dessa comunhão e o bom convívio que temos. A gente mantem a mesma relação de afeto como antes de trazer a notícia a tona, embora eu ser assumida de “cara lavada” convivendo com eles é uma situação impossível. Mas eu ser gay é um fato pessoal. E não sei como será mais cedo ou mais tarde. Por enquanto foco em outras coisas que preciso conquistar ainda. Outras responsabilidades me convém no momento, mas como as coisas serão no futuro… Isso a Deus pertence!
    Beijos a todas!

  52. jessika permalink
    13 julho, 2012 11:27 am

    eu tambem nao sou assumida, mas minha mae ja ouviu muito comentarios sobre mim
    eu tento mim assumir para ela mas vejo que nao e a hora certa mas a menina que eu to eu a amo muito e ela mim ama mas quando penso no desprezo de minha mae que vo ter complica

  53. sisy permalink
    14 julho, 2012 8:56 pm

    Oii gente,eu tenho 15 anos e sou lesbica só tem algumas amigas e minha prima que sabem disso ,e elas me apoiam muito,e a maioria dos meus colegas de escola já desconfiam.só que eu tenho medo de falar isso para meus pais,medo da reação deles,de que eles não aceitem isso.Não sei se devo dizer pois esses dias eu comentei com minha mãe sobre algo desse tipo e ela ficou braba comigo,eu até pedi pro meu pai o que ele faria se eu fosse lesbica ele comesou de brigar comigo,e nem me responder,e eu acabei falando pra ele que era brincadeira só pra ele não desconfiar de nada,então eu fiquei sem saber o que fazer porque se eu falar não sei o que pode acontecer.E tipo eu amo muito uma guria que conheci,mas tenho medo de ter alguma relação com ela e meus pais descobrirem e proibirem o nosso namoro.Talvez agora ñ seja a hora certa pra contar pra eles,mas de uma coisa eu sei,eu to disposta a enfrentar as dificuldades,enfrento tudo só pra mim ser feliz com ela.Mas eu tambem não quero decepcionar meus pais.Mas eu acho que eles iriam intender,mas eu tenho medo de estar errada desse meu pensamento.Não sei o que fazer,sera que é melhor eu contar antes que eles descobrem por outras pessoas?? alguem pode me ajudar?
    brigadoo
    beijos a todos!!

  54. vivi permalink
    9 agosto, 2012 9:25 am

    olá! observei tds comentarios e realmente parece q a historia se repete com quase todas. minha situação ñ é diferent de outras.. eu sempre me sente atraida por garotas ate andei com umas brincadeiras com umas meninas da escola mais qndo eu era bem nova(tinha uns 5 anos) com o passar do temp fugi da situação e da realidade.. o tmpo passou tive namorados “sendo q nunca perdi o interesse por mulheres”, enfim casei fui casada durant 8 anos…

  55. vivi permalink
    9 agosto, 2012 9:33 am

    resolvi entra numa sala de bate papo para lesbicas e conheci uma garota.. no começo me privei menti meu nome endereço e outras coisas afinal eu era casada! conversamos e ela se mostrava mt intressada.. acabei aceitando o pedido d namoro dela. aceitei pq qndo me vi tava apaixonada por ela.. amis achei q td era passageiro. Que nada..o tmpo foi passando e nosso sentimento aumentando, sou louca por ela apaixonada, amo ela de paixao.rs.. ela é a melhor coisa q me aconteceu, os pais dela sabe dela..

  56. vivi permalink
    9 agosto, 2012 9:45 am

    …mais os meu ñ, to comersando acha q minha mae desconfia. moramos longe, e qrmos acabar cm esse namoro a distancia, preciso desbafar cm minha mae pois moro cm ela e nunca consegui esconder nada dela. mais ñ sei cm fzr isso, minha mae é evangelica.. e ja falou q seria “a maior decepcao da vida dela!”, mais qro assumir e podr encontr minha namorada q tanto amo afinal namoramos hà 6 mses e nunca nos vimos pessoalment so por fts. tmos mt planos, e qro realizar tds! me ajude como falar pra minha mae!obg.

    • 27 agosto, 2012 12:57 pm

      Não tem, a meu ver, uma melhor maneira de se fazer isso. O jeito é ter certeza do que se quer, e ter de forma bem clara a cosnciência de que não há nada de errado em gostar de alguém do mesmo sexo!

  57. Marii permalink
    11 setembro, 2012 1:42 am

    Olá, Amei a postagem … Bom qro conta um poouco da minha história ,boom desde de cedo sempre soube q gostava de mulher até porq eu nunca miim apaixonei por nenhum homem , tenho 15 anos, tenhoo namoraada,nem eu ii nem elas assumidas,minha família é evangélica, TODOS sem esseção são preconceituosos ,só em falr sobre o assunto eles fazem cara de nojo ii falam horrores , minha mãe desconfia mais naum tem certeza porq nunca pegou, as pessoas da rua onde moro ficam comentando sobre miim -.- (povo q naum tem oq fazer ) já foram fala p mimha mãe , dai ela viu conversa comigo, na hora eu pensei em fala q era verdade , só q eu vi a reação dela q quse morri do coração , ii resolvir deixar p lá , as vezess sinto vontade de miim assumir, mais tenho medo de ela miim expulsar ou outra coisa do tipo,mais agora penso em mim assumir qndo tiver na minha própria casa , mais tenho medo de chegar na boca dela antes da hra , tento ser discreta o máximo , sei q ela nunca vsi miim aceita pelo fato de ser evangélica =/

  58. Marii permalink
    12 setembro, 2012 6:10 pm

    Olá ! Amei o Post.
    Boum vou contar um pouco de miim … Eu sou lésbica , mais nem sou assumida , sempre soube q sou lésbica , nunca na vida sentir atração por Homens , dai com o tempo fui entendoo oq eu era realmente de verdade, fui miim aceitandoo , tenhoo 15 anos , tenho uma namorada , ela tbm naum é assumida , meu medo de miim assumir p minha mãe é q ela é Evangélica nunca aceitaria ii todos da minha família são super ultra mega power Preconceituosos sem exceção, já deu vontade de fala tudoo , mais o medoo vence, ela até desconfia ( eu acho ) , as pessoas de onde moroo só vivem falando sobre mim, já foram até fala p ela sobe mim ( POvoo q naum tem oq fazer -.- ) dai ela veio conversa comigoo , perguntou se era verdade , fez o maior escanda-ló sóo falto ter um infarte do coração , dai eu neguei tudo disse q era mentira das pessoas , q ela sóo deveria acreditar se ela vesse mesmo , ii falei um monte de coisa, dai ela ficou mais calma ii deixou isso p lá , na época tive q arruma um namoro com um homem (Horrível :/ ) , meu Pai pegou uma msg de uma guria no meu cell , foi maior confusão , ii meu Pai sóo vevii dizendo q eu tenho jeitoo , manda minha mãe tomar cuidado , mais eles nunca pegaram ii tal´z por isso q não tem certeza , mais agora pensoo só em miim assumir qndo tiver no meu próprio teto , porq pelo menos qndo eu fala ela naum vai poder miim expulsar da minha própria casa néh ¬¬ , mais tenho medoo de ela ficar sabendo antes do tempo :/ , sei q não suportaria ver minha família toda miim virar as costas , sei q ela naum vai aceitar pelo fato de ela ser evangélica :/ .

  59. Brubs permalink
    18 setembro, 2012 10:57 am

    Sou gay e ainda nao contei para minha familia ,na verdade eles ja sabem e minha mae aceita numa boa por que teve um dia que ela veio perguuntar pra mim se eu gosto de menino e que se eu gostar nao mudaria nada pra ela pois ela iria me amar do mesmo jeito ! nao moro com meu pai e meu padrasto falou mesma coisa que minha mae ! só nao conto por que tem duas pessoas na minha familia que tem preconceito que são meus dois irmaos ! eu quero muito contar e tenho uma coragem enorme pra fazer isso mais eu nao consigo por que parece que se eu contar eles irao ficar diferente comigo sei la =s !

  60. Nath permalink
    12 outubro, 2012 11:06 pm

    Tenho 14 anos , namoro com uma menina 5 meses estou na necessidade de assumir , mas não tenho coragem pra contar pra minha mãe ! mee ajudem rs

  61. Josy permalink
    5 dezembro, 2012 9:13 pm

    Final do ano passado eu contei pra minha mãe que sou lésbica, acheii muiito mais fácil falar pra ela do mesmo pra minhas amigas, não me arrependo de ter falado pra ela, eu seii é muitoo dificil pra ela saber que sua filha não gosta de homens, ela não aceita…eu acheii melhor eu falar pra ela, do que depois ela ficar sabendo por outras pessoas..’ vou espeera,..quem sabe um dia ela resolva aceitar tudo isso…. Eu nascii pra ser feliz e não pra viver a vida que os outros querem que eu viva.’

  62. Kamila permalink
    19 dezembro, 2012 5:19 pm

    Pra fala a verdad o problema e comigo q nao tenho coragem de fala eu tenho 16anos e sempre gostei e fiquei com mulheres eu tenho um irmao gay q se assumiu aos 14anos hj ele tem 19 muito bacana os textos q q vcs comentam parabens pra vcs boa tarde

  63. leny permalink
    31 dezembro, 2012 6:02 am

    Bom gente com 8 anos de idade eu comecei a namorar uma amiga apartir dai me apaixonei por mulheres com o tempo mudei de cidade perdi o contato e tal, hoje tenho 16 anos e minha paixão por mulheres se multiplicou decidi desde os 15 me assumir lesbica só que a minha familia não sabe e eu nem tenho coragem de contar, minha mãe é homofobica certa vez ela tocou no assunto falando contra e eu fiquei super triste cada palavra me magoava e eu tentando mostrar pra ela que não é por ai, fiquei ainda mas decepcionada com as palavras dela e acabei não tendo coragem de assumir, também tenho medo de magoa-lá pois ela criou eu e os meus irmãos sozinha, meu pai faleceu, ela é evangelica, os meus avós, a minha ir sabia que eu namorava esta garota quando eu tinha 8 anos mais ela pode achar que foi coisa de criança e que passou, o meu irmão um dia estava mexendo no pc e viu alguns blogs em que eu entrava sobre lesbicas e eu tinha 8 anos e desde então ele sempre me chama de ”sapatinha” ”sapatona” (ele fala isso e eu nem ligo ele fala de brincadeira) faz tanto tempo e ele continua me chamando assim acredito que ele desconfia rsrs sou super fã da Maria gadú (ela é d+) não pelo fato dela ser lesbica tbm, esses dias um amigo do meu irmão chato que vive dando em cima de mim e olha que ele ta noivo disse na frente da minha familia : Nossa que estranho vc não tem namorado não quer ficar comigo e é fã da Maria gadú que é sapata, você é LESBICAAA e eu respondi rindo Sim ninguem levou a serio falei rindo mais depois a minha mãe me disse: A sua irmã casou, com um homem legal e eu espero q vc tambem encontre um não agora mas na hora certa você achará um cara legal…. xiiiiiiiii tô meio perdida, com medo e confusa mas não desistirei… Bom meninas se vocês poderem me ajudar dando uma palavra de animo e incentivo fico feliz. Desculpem-me por falar muito é que não tenho ninguem pra desabafar rsrs feliz ano novo e muito amor, paz e saude beijos de gloss !!

    • 3 janeiro, 2013 2:09 pm

      Só posso desejar boa sorte na sua vida. E que, com o passar do tempo, a sua mãe possa perceber que ser lésbica não é um pecado, ou algo terrível!

  64. 13 janeiro, 2013 2:45 am

    Cara isso é muito doloroso pra mim meus pais sempre deicharam bem claro que eu tinha que ser uma filha cm um belo futuro CHATO eu sei,tinha medo de realmente ser lesbica e nao ser asseita nao so pelos meus pais mais pela minha família pelos meus sobrinhos eu realmente sofro porr nao esta feliz ao lado da garota q faz questao d dizer eu” vou esperar por vc ate vc ver q mim ama” cara é completament assustador eu nao sei oq fazer meu pai talvez asseite ele tem varias amigas q sao lesbicas e faz questao q eu as conhcas ja q eu tmbm tenho amigas e a maioria dlas eu conheci quando nao eram e se assumiram cm o meu apoio,elas tmbm mi apoiam mais tenho medo de perde os meus avós d q eles deichem d mim amar e principalmente medo q minha mae mim odeie os meus irmao sabem sobre essa opcao e mim dao forca pra assumir esse desejo mais tenho TANTO medo.

  65. Giselly permalink
    17 janeiro, 2013 5:10 pm

    O meu caso eh muito complicado,bom des de pequena eu sempre gostei de jogar futebol brincar de tudo que os meninos brincavam,não tinha muitas amizades de meninas,eu era um mulequinho todos falavam que eu iria ser lesbica quando eu crescesse ,,mais eu nem ligava ,o tempo foi passando e eu não mudava o meu jeito nem gostava de usar roupa de meninas,até que um dia eu comecei ser motivo de zuera na escola ,todos me humilham ,cansada de tudo resolvi mudar, comecei

  66. Giselly permalink
    17 janeiro, 2013 5:33 pm

    Quando eu era modelo conheci uma menina em um evento, começamos a conversar trocamos números de celular , até que um dia descobri que ela era lésbica,e eu nunca tinha ficado com nem uma menina,o tempo passou e aquela amizade nao era mais a mesma, comecei a gostar dela ,mais eu sei que minha familia nao vai aceitar ,pq pra eles eu sou a princesinha da casa,e o meu irmão se assumiu gay esses dias e não foi nada bom, eu ano minha namorada,mais to com medo de me assumir.:s não sei o que eu faço.

  67. Giselly permalink
    17 janeiro, 2013 5:40 pm

    Continuando sobre a escola, eu sofia muito até que comecei a mudar,virei até modelo depois disso começaram a me respeitar,e todos os meninos que me humilham pq falavam que eu era mais macho que ele,pediram pra ficar comigo,mas ja estava gostando da minha amiga,e nao sentia mais vontade de ficar com nem um homem,ai percebi que eu gosto de mulher,mas mais falta coragem de me assumir.

    • 20 janeiro, 2013 2:34 pm

      Bom Giselly,
      acho que geralmente não é fácil contar para os pais, mesmo que as consequências sejam positivas.
      Cada um tem seu tempo.
      Calma e boa sorte!

      ps: dê apoio ao seu irmão, ele deve precisar!

  68. Clara permalink
    20 janeiro, 2013 8:06 pm

    Cara, eu tenho muito medo de falar sobre minha sexualidade com a minha mãe. Não só com ela, mas também com meus amigos e família. Sempre quando toco nesse assunto, homossexualidade, com ela, me aumenta o medo. Ela sempre diz que não aceitaria uma filha lésbica. “Imagina só, minha filha beijando outra mulher!?” Ela é do tipo “respeito, mas quero longe”, sabe? Eu tenho que fingir ser alguém que não sou… Isso é horrível. Enfim, espero que algum dia eu tome coragem. Adorei o post. xoxo

  69. carla thainara permalink
    8 junho, 2013 4:22 pm

    oi gente sou lesbica,muito feminina e minha namorada tbm..Eu me assumi tinha 15 anos na epoca,minha me falou barbaridades dizendo q se soubesse q eu ia ser assim tinha me abortado quando ficou gravida de mim e tals isso foi o de menos ela falou que nunka vai me aceitar de jeito nenhum q vou queimar no inferno,q tudo de ruim que acontece no mundo é por causa de nós,meu pai e amigos dele fala que sou disperdicio que sou linda perfeita e tal,mas o resto da familia é d boa,mas meus pais nao aceitam de jeito nenhum sofro muito com isso..namoro a 1 ano e 5 meses com minha namorada amo ela,e pretendo morar com ela ja vou fazer 18 anos e ela 19.. amo minha mae e qeria muito q ela me aceitasse,nao qeria me separar dela..mas ela nao aceita entao vou ter q ir atras de minha felicidad e viver com minha mulher..ja vai fazer 3 anos q me assumi e minha mae ate hj nao me aceitou
    facebook: carla_thainaragatarocknosangue@hotmail.com pra quem quiser add.
    bjuu pra vcs!

  70. carla thainara permalink
    8 junho, 2013 4:27 pm

    E amei o blog e o texto boa sorte p vcs bjs

  71. Roberta permalink
    6 julho, 2013 8:58 pm

    Tenho 20 anos e contei há poucos dias para minha mãe que sou lésbica. Nunca fiquei com nenhuma garota , mas sei que não gosto de garotos, não como deveria. Ela aparentemente aceitou, mas conforme o tempo passa sinto que foge do assunto e perto das amigas fica me incentivando a me relacionar com garotos. Diz coisas como “Logo vou ganhar um genro” ou “Ela esta cada vez mais vaidosa, quem será o rapaz?!”. Acho a situação desconfortável e não sei o que fazer, não quero sair por aí com uma placa dizendo que sou gay, porém preciso que ao menos minha família fique do meu lado. Será que é pedir muito?!

    • 14 julho, 2013 1:05 am

      Para nós não, mas – às vezes – para a família é.
      Quem sabe não é alguma esperança que ela tenha? Tente manter a calma, geralmente o tempo acalma as coisas.

      Boa sorte!

  72. France Jane Leandro permalink
    2 agosto, 2013 9:56 am

    Minha filha me confirmou que era gay, ano passado. Eu desconfiava, claro, devido à sua obsessão por Ana Carolina. Era e é, uma fã incondicional. Assim, foi a porta de netrada para o mundo gay. Entre sites de fãs, site lésbicos, ela se assumiu. No 1º momento, minha aceitação foi tranquila, mas depois isto me inquietou muito. Desde os 11 anos ela tinha as paquerinhas hetero dela, sempre falava dos rapazes…o que aconteceu? Pq não fiquei mais próxima e deixei isto acontecer? Sem falar na irmã mais nova, que teve nojo e a agrediu várias vezes com palavras que feriam muito. Bem, acho que a maioria das mães passam por este processo. Tem um tempo para nós também. Hoje está namorando uma garota de 26 anos (minha filha tem 20). Ela mora no RJ e vem de férias com a namorada semana que vem, para casa. Então, depois do episódio da novela de ontem, do Félix “bicha má”, me emocionei coma reação de sua família e me coloquei no lugar de minha filha e de tantas outras filhas, de como deve ser difícil lidar com essas descobertas e depois se assumirem perante a família e a sociedade. Assim, resolvi realizar algumas pesquisas e descobri alguns depoimentos de mães, não tão diferentes de mim, e descobri este site, onde lendo os depoimentos das garotas, me toquei como elas sofrem com suas mães. Se o amor é incondicional, nós mães não deveríamos ser cúmplice de nossas filhas? Não deveríamos estar presentes em todos os momentos de nossas filhas? De acolhê-las, amá-las e principalmente respeitá-las? Bem, eu tive que ter esse tempo. Para as garotas que ainda não conseguiram conversar com suas mães, não desanimem. O amor de mãe sempre falará mais alto. Quanto à minha próxima experiência de receber minha norinha em casa, conto para vocês depois. Tomara que dê tudo certo, que minha outra filha as trate bem (ela está aceitando melhor o namoro da irmã) e que minha filha amada seja feliz e se sinta bem em sua casa.” Paciência e perseverança tem o efeito mágico de fazer as dificuldades desaparecerem e os obstáculos sumirem.”

    • 3 agosto, 2013 4:55 am

      Muito obrigada por compartilhar aqui esse seu processo.
      Também estou na torcida para que sua filha seja feliz! E sinta-se a vontade para retornar e falar como foi a visita!

      Abraços,
      Té.

      • Lana Porter permalink
        4 agosto, 2013 9:22 pm

        Parabéns! Você é uma mãe corajosa e tenho certeza de que tudo vai se encaminhar da melhor maneira possível. E hoje em dia as informações chegam a galope. Me emocionei com sua história. Obrigada por compartilhar. Desejo muitas felicidades.

        Abraços

        Lana Porter

  73. 19 setembro, 2013 10:03 am

    oie tou querendo falar para minha mae mais nao sei como chegar nela tenho medo??

    • 23 setembro, 2013 1:46 am

      Depende de como é sua mãe. Se você tem certeza de que deseja contar, tente ter a conversa mais franca possível e mantenha SEMPRE a calma. É bom estar preparada para ouvir o “pior”… Boa sorte, tomara que dê tudo certo!

  74. lucia permalink
    2 janeiro, 2014 6:51 pm

    Bem to passando por um momento assim … já mim assumir pra minha mãe ha um ano e namoro ha dois anos … mas minha mãe finge que nada acontece e quando eu exponho a situação de alguma forma pra ela a “casa cai e o bicho pega” aqui em casa. porém mim assumir foi importante pra mim tirei um grande peso das costas…

  75. 30 junho, 2014 11:07 pm

    Isso, no final das contas, é o que importa! Tentar sempre melhorar.
    Parabéns à você e sua filha!

  76. lais fernanda permalink
    23 setembro, 2014 2:51 pm

    poxaa me ajudou muiitooo..minha mãe descobriu sobre miim e minha namorada de uma forma cheiia de mentiras…etc agentii ainda ñ se falamosto na ksa minha namorada,ela contou um uma amiga nossa em comuns que preferia eu puta do que com uma mulher…so que minha namorada e minha felicidade ñ me vejo maiis longe delaaa..

  77. 2 janeiro, 2015 5:06 pm

    tenho 17 anos e sou lesbica desd q me conheço por gent rsrs mais n sou assumida mais algumas pessoas desconfiam ja falei p minha mae.tenho uma namorada e quando falei p ela nossa ela fico em choq e ate hoj ela pessa que aminha namorada e homem pela aparencia dela ela n aceita d jeito nenhum ate me coloko na rua foda d mais.quero tira esse pesso q eu carrego cmg
    algm da uma dica p mim ajuda nao sei oq fzr mais bjos
    meu email camilavr250@gmail.com

    • 17 fevereiro, 2015 3:01 pm

      Espero que você esteja em casa novamente, apesar de todos esses problemas. Tenha paciência, até porque você é menor e as coisas são mais complicadas. Se possível tente conversar com sua mãe, mas caso ela seja irredutível, procure, de repente, trabalhar para sair de casa e ter sua independência.Boa sorte!

  78. Camila permalink
    16 fevereiro, 2015 1:07 pm

    Acabei de me assumi, meus pais aceitaram de boa, meus irmão também, me tratam da mesma forma, é foi tão lindo a reação deles, eu sabia que não ia ser dificil, mas foi melhor do que eu esperava 🙂 :3

  79. anônimous permalink
    25 abril, 2015 1:05 am

    Olha, eu sinto uma enorme vontade de beijar garotas… Queria saber se isso me torna lésbica ou não.

  80. anônimous permalink
    25 abril, 2015 1:10 am

    Té me responda pf: Eu sinto uma vontade enorme de beijar garotas e geralmente fico exitada quando vejo algumas garotas sexys. Mas, ainda assim continuo a ter uma queda um pouco pequena quando o assunto é garotos. Isso me torna lésbica ou bi?

    • 28 abril, 2015 2:29 am

      Isso te torna alguém que deseja! Mas obviamente, que trabalhando com as categorias que temos a disposição, você seria uma bi, talvez, com preferência por mulheres. Isso não quer dizer que vai ser sempre assim, tampouco que é apenas fase.
      Vá aproveitar =)

  81. Raai permalink
    12 maio, 2015 3:17 pm

    Me chamo Raissa tenho 17 anos estudante do primeiro ano de psicologia,sou lésbica,me assumi para minha mãe faz 2 dias,e me sinto bem mais leve só que ao mesmo tempo chateada,ela a algum tempo já sabia mas se fazia de “desentendida” falava que queria ouvir da minha boca,até que domingo estava eu e ela sozinhas ai eu resolvi falar! Confesso que fiquei com medo,mais a reação dela foi bem diferente do que eu poderia imaginar,ela não brigou comigo,estavamos dentro do carro voltando pra casa,aproveitei que ela tocou no assunto e já disse ” sim mãe eu sou lésbica!”,nesse momento ela praticamente parou o carro e lágrimas escorriam sobre o rosto dela :(….Ela simplesmente disse que isso foi um “back” muito grande pra ela,que ela esta muito chateada e tbm falou que tem certeza que estou errada,que com o tempo vou ver que não é isso que quero! Eu tenho certeza do que quero e sou,só me resta esperar e o tempo passar pra minha mãe poder ver tbm! Acho que ela esta sofrendo muito tbm pelo fato deu ser bem feminina,pra ela só existe lésbica “caminhoneira” haha.. Eu expliquei que eu não escolhi isso pra mim e nem virei de uma hora pra outra,tenho certeza que como uma ótima mãe q ela foi e continua sendo vai me entender perfeitamente!! Bjos :3

    • 16 maio, 2015 3:25 am

      Que bom que pelo menos em parte você está se sentindo bem com isso. E sim, as vezes é só questão de tempo…
      Boa sorte, volte sempre =)

  82. Al f permalink
    9 junho, 2015 12:02 pm

    Minha mae descobriu ontem ta arrasada mandou eu escolher ser lesbica ou ela … Eu to sem chão. Queria muito a compreensão dela.

  83. 15 junho, 2015 10:27 pm

    Me chamo Mel, tenho 17 anos, a 1 ano e 8 meses namoro uma garota escondido, ela tem 19 anos e a amo muito, Só que esta acontecendo uma coisa… Os pais dela são evangelicos. Por causa de alguns parentes meus, os pais dela descobriram que nós estamos mais proximas, e que namoramos, e minha mãe esta bem perto de descobrir, não sei o que eu faço, pois se eu falar ela vai brigar muuito comigo, pq ela não é uma pessoa muito compreensivel, meu pai é tipo das antigas, não sei o que vai fazer comigo, pode me bater, ou me deserdar sla, eu só sei que tenho muito medo, não sei o que fazer, e sei que esta bem perto de meus pais descobrir tudo, tem algum conselho pra me dar?
    Bjs

    • 26 julho, 2015 4:17 pm

      Sinceramente, acho que não. Não vou sugerir que você esconda mais o seu relacionamento etc., até porque mesmo que você o fizesse a “descoberta” poderia acontecer.
      Sugiro apenas que você preserve o que é importante, que tente manter a calma. De repente a reação deles será diferente da que você está pensando.

  84. Bianca permalink
    12 setembro, 2015 7:52 pm

    Oi ._. Meu nome é Bianca e eu estou com muitas dúvidas sobre minha sexualidade e sobre me assumir. Eu tenho muita pouca idade e também acho que não tenho idade certa pra descobrir isso mas … Eu com meus 09 anos de idade tive uma amizade muito forte, e assim sem saber eu comecei a gostar muito da garota, mas eu não sabia o que era aquele sentimento, depois eu fiquei atenta e com a questão de ser bissexual e tal, completei 10 anos e meu laço com a menina ficava mais fortes “BFFS” a gente era… Completei 11 anos em 2014 e em janeiro de 2015 eu me assumi pra ela e falei o que eu sentia, só que a garota meiga que eu conhecia estava completamente diferente, rude. Me deu as piores respostas da vida, e ainda parou de falar comigo.. Dei flores, presentes mas nada adiantou. Ela mudou. E depois disso entrei em estado de depressão, quase não saia da cama e na escola não conversava com ninguém, eu estava doente e muito triste, marcou minha vida. E logo após me mudei para uma escola nova e conheci uma garota virtualmente e namorei com ela por 9 meses, meu primeiro namoro e significativo apesar de ter acabado, foram 9 meses que eu fui muito feliz. Depois disso eu comecei a gostar de DUAS garotas e todo mundo percebeu antes de mim, eu não havia caído na real e essas duas garotas são… Minhas amigas, minhas melhores amigas, mas eu gosto tanto delas. Eu falei pra mim mesmo que eu era bissexual a ponto de ser lesbica, pois seila não me vejo com homem nenhum, e mesmo tendo 11 anos eu sou bem madura pra minha idade e sei das minhas escolhas e sei dos meus objetivos. Eu tenho uma mãe, ela ODEIA gays, e ela falou se tivesse filho (a) gay iria bater ate virar gente de verdade ela repugna os gays, ela me rejeita sem saber e do jeito que ela é … Eu tenho medo e raiva ao mesmo tempo, gays são humanos como ela, por que não pode aceitar ? Ela sempre usa argumentos “cristãos” para massacrar os gays, e eu sempre defendi e não sei se seria aceita na família por ser bissexual. Me ajuda por favor

    • 5 outubro, 2015 8:03 pm

      Acho que não tem idade pra se pensar nisso, mas realmente acho que não é hora de bater de frente com sua mãe/família porque para a lei você é considerada ainda mais dependente do que alguém com 16 anos, por exemplo – pra simplificar a coisa. Cuide de si mesma e não faça nada por impulso. Respire fundo e tente manter a cabeça no lugar! =) Boa sorte!

  85. 17 setembro, 2015 10:56 am

    eu sempre me escondi dos outros por medo de machucar a minha família, eu me arrependo muito de não sair do armário la atrás e agora sofro muito eu contei pra minha falia e filhos, so uma pessoa que e meu filho caçula que nao sabe tenho medo da reação dele eu ja tentei varias vezes em conta pra ele mais na hora h eu perco essa coragem, eu fico sofrendo, doí muito, e muita pressão em sima de mim, mas sou feliz e pra completa a minha felicidade so falta eu conta ao meu filho e a minha família me aceita, eu nunca vou mudar com eles vou ser sempre a filha querida, atenciosa, que os amas muito. em breve vou me casar quero que a minha familia participe dessa cerimonia linda e receber a benção da , minha família
    .

Trackbacks

  1. Visibilidade lésbica « Na Ponta dos Dedos
  2. All you need is love « Na Ponta dos Dedos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: