Skip to content

Retratos da Primeira Vez…

18 novembro, 2008

a-primeira-vez-lesbica

A primeira experiência sexual lésbica costuma guardar uma nota de magia misturada com aquela dose natural de nervosismo própria das grandes descobertas da vida. E, evidentemente, tanto as garotas que nunca mantiveram qualquer tipo de relação sexual como aquelas que já experimentaram outras coisas podem se ver acometidas pela ansiedade ou medo de tentar o novo…

Somos culturalmente estimuladas a estabelecer para a “primeira vez” um significado valioso que, na medida certa, favorece a nossa preparação para esse momento, mas, em proporções erradas, pode levar a uma espera eterna pela mulher perfeita no ambiente ideal.

“Acabei descobrindo o sexo só depois dos 30. Primeiro eu fiquei me enganando, sabe? Tentando gostar dos homens. Só que eu já me tocava pensando em mulher desde os 10 anos. Cansei e aí, depois que assumi pra mim que gostava de mulher, eu passei ainda um bom pedaço esperando que a mulher certa surgisse que nem um príncipe encantado. E o tempo foi passando. Hoje percebo que realmente demorei demais e deixei passar boas oportunidades. Acabei indo pra cama pela primeira vez só aos 30. Eu estava nervosa como uma adolescente. A Maria foi fantástica comigo. Lembro até hoje de cada detalhe” – admitiu Carla, hoje com 32 anos.

Aprender a conhecer o próprio corpo ajuda e muito nessa hora. Antes de tocar outra mulher, é bom saber o que a excita. O tempo gasto consigo economiza o tempo para que você saiba reconhecer e fale à sua parceira onde o toque oferta mais prazer a você e com qual intensidade isso se faz mais agradável.

“Acho que foi tranqüilo, porque nunca tive muitos grilos. Dani era minha melhor amiga e prima também. Foi na fazenda dos meus pais num dia de chuva. Estávamos andando de cavalo e a chuva veio bem no caminho de volta. Acabamos usando um galpão pra deixar a chuva passar. Tava frio, ficamos perto, o beijo aconteceu e o resto você já pode imaginar. Tinha 12 anos e ela 14. Eu já gostava dela tinha um tempão e foi bem fácil, porque não ficamos com medo de perguntar nada a outra na hora” – disse Fernanda, 23 anos.

Na hora de tocar a outra, a auto-experiência fornece um bom caminho de como começar, mas cada mulher é um mundo à parte e, em cada universo desse, há uma forma única para se chegar ao prazer. A paciência cuidadosa e a sensibilidade para perceber e perguntar podem não só minimizar o nervosismo, mas garantir momentos intensamente prazerosos.

E fantasiar também é possível. Normalmente fazemos aquilo que já ocupou um bom espaço e tempo nas nossas mentes. São os pensamentos ganhando a realidade. Aquele desejo de ser atirada em cima da cama ou de começar na piscina e seguir lentamente provando…

“Sabe aquelas vontades loucas? Tinha uma… Vivia sonhando com minha colega de quarto da república… Perdi a virgindade aos 15 com um menino do meu prédio, mas sempre tive fantasias doidas com mulheres – sempre! Tipo: ser assediada pela coleginha de quarto… Já tinha visto a Paula beijando outras gurias nas festas… Aí… Provoquei bastante, né? Até um dia que ela não agüentou mais e me jogou com tudo na cama. Nunca nenhum cara tinha me pegado daquele jeito…” – Confessou Ana, 26 anos.

Quanto mais simples, menor as preocupações (sobretudo se for a primeira vez das duas). Os brinquedinhos podem esperar por outro instante – sem pressa. Há tanto a descortinar, tanta diversão erótica a descobrir (mão, pele, lábios, toque, seios, pescoço, nádegas, proximidade…) que as possibilidades se ampliam – nesse primeiro momento, na medida em que relaxamos e permitimos simplesmente a comunicação fluir.

Aliás, a comunicação – seja a explícita, seja a implícita – é fundamental para qualquer bom relacionamento sexual. Manter as expectativas num patamar realista também. Sua primeira vez como amante deve ser para conhecer o seu corpo em contato com outro, descobrir o modo como reage, provoca e aprender sobre a própria química. Nisso tudo, o orgasmo pode ou não vir nesse primeiro momento e isso não é nenhum problema. A hora é de descobertas de expressar seus sentimentos de amor ou de desejo. Tudo mais se encaixa depois.

____________

Obs.: Nomes modificados por pedido das meninas que gentilmente compartilharam as suas histórias.

31 Comentários leave one →
  1. 18 novembro, 2008 8:07 am

    “o orgasmo pode ou não vir nesse primeiro momento e isso não é nenhum problema”

    As pessoas criaram um mito de que logo no inicio tudo tem que ser perfeito, tem que ter 5 orgasmos na mesma noite.. etc..

    Acho que essa frase diz tudo.. 1º se conhecer e se descobrir.. depois sim.. a coisa flui naturalmente e é triiiiii bom!

    Um beijo!

  2. 18 novembro, 2008 10:49 am

    Poxa… mto bom o texto…

  3. 19 novembro, 2008 4:10 pm

    Pois é, tinha até me esquecido da primeira vez com uma mulher, é realmente magia e nervosismo juntos 🙂

  4. Cláudia permalink
    20 novembro, 2008 9:03 pm

    Foi tão bom…
    Ainda lembro de cada detalhe!

    Como sempre, Nel, perfeita com suas palavras!

    Beijos!!!

  5. 21 novembro, 2008 6:57 pm

    ótimo texto!
    ótimos depoimentos!
    ótima foto! (u-lá-lá!)
    bjs

  6. 22 novembro, 2008 6:22 pm

    Gostei do texto, teria me ajudado muito na minha primeira vez. Amei os exemplos de primeira vez, pode até sonhar…

  7. Kel permalink
    22 novembro, 2008 6:34 pm

    Primeira visita, primeira leitura..
    Adorei e vou estar aqui sempre.
    Bjs

  8. Karol permalink
    22 novembro, 2008 9:30 pm

    ótimo texto…
    acho que vai me ajudar muito!

    beijos

  9. star65 permalink
    22 novembro, 2008 9:51 pm

    Aranel,
    Mais uma vez apresenta um texto envolvente,de uma singeleza tocante e que nos ajuda a entender nossas expectativas frente as nossas emoções.
    Indiscutivelemente maravilhoso!

  10. 24 novembro, 2008 1:55 pm

    E põe triiiiii bom nisso, Fernanda!

    Adorei seu comentário! =]]]]

    Um beijo!

  11. 24 novembro, 2008 1:56 pm

    Valeu, Tati! =]]]

  12. 24 novembro, 2008 1:57 pm

    E como é, Mari! =]]]

  13. 24 novembro, 2008 1:57 pm

    Obrigada, Dinha! Beijos, querida! =]]]

  14. 24 novembro, 2008 1:59 pm

    Também amo essa foto! Muito Obrigada, Claudia!

    Beijos! =]]]

  15. 24 novembro, 2008 2:00 pm

    Que lindo, Ione! Fico muito feliz em saber disso!

    Beijos e beijos!

  16. 24 novembro, 2008 2:01 pm

    Seja muito bem vinda a esse espaço, Kel!

    Beijos! =]]]]

  17. 24 novembro, 2008 2:04 pm

    Obrigada, Karol!

    As coisas tendem a fluir naturalmente… É só se permitir e deixá-las acontecerem!

    Beijos e beijos. =]]]]

  18. 24 novembro, 2008 2:05 pm

    Sempre generosa, Star =]]] Obrigada!

  19. Té Pazzarotto permalink*
    25 novembro, 2008 11:44 am

    Eu quero ir pruma fazenda… rs

  20. 25 novembro, 2008 2:55 pm

    Eu também! rs Adoro montar… Saudades.

  21. 29 novembro, 2008 5:31 pm

    Ola que rico texto, amei tinha que deixar registrado isso aqui ♥
    gostria de poder te linkar no meu portal, responda-me se te agradar beijos…

  22. 20 abril, 2009 3:15 am

    Adorei demais o texto! Sem palavras, tudo se encaixou, até nos mínimos detalhes… era tudo o que eu queria “ouvir”. Serei uma leitora fiel ao seu blog! *-*
    Beijos

  23. Ellen permalink
    4 fevereiro, 2010 11:00 pm

    Pq é tão dificil ter orgasmo?

  24. Ellen permalink
    4 fevereiro, 2010 11:41 pm

    Eu tenho quase 20 anos. Já tive várias relação com mulheres, mas nunca obitive o orgasmo…eu me excito muito; mas orgamos nunca rolou.

    • 5 fevereiro, 2010 4:51 pm

      Como disse antes, Ellen, só conversando pra saber o motivo dessa dificuldade… São inúmeras as possibilidades.
      Se preferir, pode mandar um e-mail: tep.8@hotmail.com

  25. Ellen permalink
    6 fevereiro, 2010 12:45 am

    Vc não tem um msn pra contato?
    Acho que seria mais facil; se não tiver tudo bem.

  26. Mirian permalink
    22 junho, 2010 5:54 pm

    Minha primeira vez…. foi com mulher, mas perdi cabaço com homem(ambos com penetração). Meu hímem era complacente. Até hj tenho dúvidas se oficialmente foi com ela ou ele.

  27. Alice permalink
    24 setembro, 2011 12:28 am

    Cara que texto é esse? ? ? Nossa muito BOM. Parabéns. Esses depoimentos que vc coloca no meio da matéria, muito bom. Tenho 25 anos, assumiu minha sexulidade a pouco tempo, e sempre achei que a minha primeira vez com uma mulher precisava ser perfeita, mas depois de ler esse texto muito coisa mudou na minha cabeça. Como não existe principes encantados, também não existe princesas encatadas. Hoje tenho mais consciência disso. Sei que vou conhecer uma pessoa legal e não vou deixar outra boa oportunidade passar. Mais uma vez, parabéns pelo texto lindo. Um abraço.

  28. Ann claudia oliveira permalink
    7 dezembro, 2011 2:31 am

    Parabéns pelo texto, ainda nao tive a minha primeira vez, confesso que tenho medo, nervoso nao sei bem o que É.. Mas depois que eu li o texto fiquei mais Tranquila.. Beijoos

  29. Anônimo permalink
    23 agosto, 2015 11:08 pm

    Amei, muito obrigada pela ajuda☺

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: