Skip to content

Paixão

22 dezembro, 2008

sopro

Transformando em vento
As palavras que não podem ter som

.

.

Como não se apaixonar por Ela?!
O caminho mais seguro e sensato é não chegar nem a conhecê-la. Mas como só se percebe isso quando já é tarde…
Já a achou uma pessoa super legal, cabeça boa, boa menina, inteligente, uma futura boa amiga?
Certo! Você conheceu a primeira impressão dela:
Parabéns porque é um privilégio.

Como evitar apaixonar-se por Ela?!
Conhecendo-a? Mantendo distância.
Uma distância segura a meu ver seria conversar uma vez ao mês e falar sobre amenidades, nada muito sério. E mesmo assim, não preste muita atenção ao que ela diz, há uma certa hipnose nas palavras, na voz, no tudo dela que encanta, chama, prende, faz bem.
Tá! O melhor seria não se aproximar de jeito nenhum, mas como já mencionei, conhecendo-a seria difícil não querer mais, nem que seja só um pouquinho. Mas só um pouquinho!

Estabelecida a sensação de felicidade livre e serena que ela solta no ar, nasce a vontade. De ficar um pouco mais, falar um pouco mais, de ver um pouco mais, de ouvir um pouco mais, de ter um pouco mais, de ser um pouco mais, de algo mais e a mais, há mais!

O pouquinho passa a ser charme.

De alguma forma a Ela está em você, no pensamento, na vontade de dormir e acordar ao lado, nos cheiros que você associa a ela. Na pele passando pelas digitais, pela palma, pela mão inteira. As texturas e os toques que só são reconhecidos como sensações quando sinto o corpo dela tocando o meu.

Quando se encontrar assim, fascinada, não é paixão ainda, mas já é desejo. Desejo de amar na cama e no olhar, de abraçar pelo prazer e para protegê-la, de respirar o perfume e o suspiro, de experimentar. Desejo de tê-la, nem que seja por instantes, toda sua. {Minha}.

Não fuja, não há como.

Mesmo com tantos sentimentos bons, seria melhor, ainda, não se apaixonar? Procuremos uma saída…

A vontade não vai mudar facilmente. O desejo de ter também não.

Espera…, pensando bem …

Você já não enxerga outro sorriso, nem outro olhar, nem outro nariz, nem outra orelha com três furinhos, nem outra mulher…, nem nada… – sorriso-

“Aquele segundo, em que o tempo se dilata para o momento durar mais…”

Esqueça tudo, se é que já não esqueceu. Esqueça o mundo, se é que você lembra dele lá fora, ou das horas, do tempo, esqueça tudo, eu sempre me “perco” em você.

Estou aqui.

É um deserto quente e frio com um penhasco a um passo.
Parei o tempo, e aqui o controlo. Seguir ou voltar, cabe apenas a mim escolher, qualquer caminho é infinito, sem destino, é desconhecido.
Os ventos são seus, sopre-os.

15 Comentários leave one →
  1. Cláudia permalink
    22 dezembro, 2008 6:50 pm

    De alguma forma a Ela está em você, no pensamento, na vontade de dormir e acordar ao lado, nos cheiros que você associa a ela. Na pele passando pelas digitais, pela palma, pela mão inteira. As texturas e os toques que só são reconhecidos como sensações quando sinto o corpo dela tocando o meu.

    Quando se encontrar assim, fascinada, não é paixão ainda, mas já é desejo. Desejo de amar na cama e no olhar, de abraçar pelo prazer e para protegê-la, de respirar o perfume e o suspiro, de experimentar. Desejo de tê-la, nem que seja por instantes, toda sua.

    Adorei! ^^

  2. Amanda Andrade permalink
    23 dezembro, 2008 9:32 am

    tão bom quanto perigoso… mas, msm assim… sempre corremos os riscos!! rs

    Amei!!

    p.s. “saudade de estar apaixonada!” =/

  3. karina permalink
    23 dezembro, 2008 10:51 am

    nossa! a emoção desse texto me dominou por completo.

  4. Diamante Negro permalink
    23 dezembro, 2008 1:30 pm

    “Não é todos os dias que se encontra o que é feito para lhe dar a imagem exata do seu desejo” (Lacan, Seminário, I, 163)

  5. 23 dezembro, 2008 11:07 pm

    Gente.. texto perfeito…
    é assim q me sinto.. como se nunca devesse tê-la visto, nunca devess tê-la tocada e beijado….

    Essa paixão dói… e não posso tê-la!
    Não devo… é proibido demais!

    Mas não posso negar.. mesmo sem ela… não deixo de estar apaixonada.

  6. Mah permalink
    24 dezembro, 2008 3:04 pm

    É…ñ devia ter me aproximado dela…mas ñ me arrependo tbm….

    Ótimo texto, Té ^^

  7. Diamante Negro permalink
    26 dezembro, 2008 12:02 am

    Aiiii é tão bom se apaixonar!
    =P melhor coisa não há…

    “De alguma forma a Ela está em você, no pensamento, na vontade de dormir e acordar ao lado, nos cheiros que você associa a ela. Na pele passando pelas digitais, pela palma, pela mão inteira. As texturas e os toques que só são reconhecidos como sensações quando sinto o corpo dela tocando o meu.”

    Sorte dessa garota, hein?

  8. 26 dezembro, 2008 1:47 pm

    Ela, sempre ela… Até os três furinhos do brinco, aiai

  9. Lalinha permalink
    2 janeiro, 2009 1:02 am

    ai =//

    quando você percebe que está apaixonada por Ela já é tarde…

    “Você já não enxerga outro sorriso, nem outro olhar, nem outro nariz, nem outra orelha com três furinhos, nem outra mulher…, nem nada… – sorriso-”

    como dói =(

  10. kelly permalink
    5 janeiro, 2009 1:16 am

    É … acho que agora é tarde … e como é bom :).

  11. Daniela permalink
    14 janeiro, 2009 2:04 pm

    Nossa, a maneira como esse texto foi me sugando e eu fui identificando ele ao meu passado… Incrível!

    p.s. “saudade de estar apaixonada!” =/ [2]

  12. Daniela permalink
    14 janeiro, 2009 2:05 pm

    Ps: Fui olhando todos os Best Blogs GLBT e resolvi votar no seu, apesar de só tê-lo conhecido agora. Parabéns, você fez um blog de leitura agradável, com ritmo, poético.

  13. Té Pazzarotto permalink*
    14 janeiro, 2009 10:15 pm

    Ow, obrigada Daniela =)
    Fico feliz que tenha gostado do blog…
    =*

  14. Mackvaryu permalink
    17 dezembro, 2009 7:36 pm

    Belo texto, excelente construção e escolha de palavras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: