Skip to content

Balanços do Tempo

28 dezembro, 2008
by

balancos-do-tempo

Se certas épocas tornam mais evidente aquilo que desejamos ver, é possível também que façam mais aparente aquilo que nos recusamos a encarar. São sentimentos, sensações, pensamentos e indagações que ficaram guardados – por breves ou longos períodos – nos cantos claros e pontos obscuros da nossa alma. E, voluntária ou involuntariamente, eles tendem a submergir no fim de um ciclo e princípio do outro.

Quando o ano se encerra, quase que naturalmente, somos tragados pelo desejo de rever; de reaver certos momentos que escorreram entre as nossas ações e modificaram o que éramos, transformando-nos naquilo que passamos a ser: um conjunto mais rico em experiências singulares.

Seguimos entre balanços e avanços que não se contabilizam com uma matemática fechada nem possuem uma fórmula padrão de felicidade. A beleza de tudo mora nas surpresas e incertezas que nos abocanhavam, a todo instante, para nos recordar o valor de cada respiração.

Fechemos o saldo…

Mas, ainda que convivamos com a perda de um amor, seremos forçados a admitir que todo aquele que ama já se faz um vencedor, porque foi e é capaz de se doar ao outro em uma entrega que o torna mais divino do que humano.

E, mesmo que nos condenemos por um crime inconfessável, nós seremos absolvidos pelo tempo, bastando a simples certeza de que toda pessoa tem condição de acertos e erros – não se trata de um privilégio ou maldição nossos, mas de uma prova da infinita capacidade que possuímos de aprender e ensinar.

Por algumas falhas, nós sentiremos a perda com mais força. Por outras, nem tanto. Contudo, sempre será possível usar deslizes e declives para aperfeiçoar aquilo que já é muito bom ou precisa melhorar: nós e nossas relações.

Assim, um ciclo se fecha entre risadas gostosas e prantos sinceros. Se chorarmos ou sorrirmos, ao longo do rio de emoções que nos susteve na caminhada durante o ano, todo ele terá valido à pena. Porque acertamos e erramos, ganhamos e perdemos, reprimimos e gozamos, amamos e vimos esse mesmo amor mudar. Porque descobrimos virtudes novas e reinventamos os defeitos antigos com a paixão daqueles que vivem e encontram, no prazer da própria existência; no calor da descoberta do outro, as motivações mais fortes para continuarem a viver.

E, se chegamos até aqui com tudo isso, certamente faremos muito mais!

Que venha então o novo ano, suas cores e sabores! Estamos prontos para ver e preparados para provar!

Um beijo regado à champagne e em ritmo de contagem regressiva para a chegada do que será um dos melhores anos de nossas vidas – ao menos, assim desejo de coração e alma!

Felicidades a todos,

Aranel.

 

3 Comentários leave one →
  1. star65 permalink
    28 dezembro, 2008 10:34 pm

    Querida Nel
    “Assim, um ciclo se fecha entre risadas gostosas e prantos sinceros. Se chorarmos ou sorrirmos, ao longo do rio de emoções que nos susteve na caminhada durante o ano, todo ele terá valido à pena. Porque acertamos e erramos, ganhamos e perdemos, reprimimos e gozamos, amamos e vimos esse mesmo amor mudar. Porque descobrimos virtudes novas e reinventamos os defeitos antigos com a paixão daqueles que vivem e encontram, no prazer da própria existência; no calor da descoberta do outro, as motivações mais fortes para continuarem a viver.”

    Tua mensagem de final de ano deveria ser chamada de ‘mensagem de sempre feliz ano’…desejo-te também de coração e alma que 2009 seja o início de mais uma jornada repleta de sonhos a serem realizados, de amores cultivados,de felicidade duradoura e energia renovada…
    Um grande beijo

  2. 29 dezembro, 2008 10:39 am

    “sempre será possível usar deslizes e declives para aperfeiçoar aquilo que já é muito bom ou precisa melhorar: nós e nossas relações.”

    Gostei, acho que isso deve ser o ponto de partida ao analisarmos nosso ano e tentarmos melhorar para o próximo. Melhorar nossas relações com família, amigos, estranhos, pessoas no trânsito… (esse é um desafio!)

    Uma boa virada de ano para vocês!

  3. 3 janeiro, 2009 12:45 am

    gostei bastante do blog 🙂
    posso linkar?

    beijos :*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: