Skip to content

Deputado cria projeto que discrimina soropositivos

11 maio, 2009

jorgebabu

Na última terça-feira (28), foi protocolado na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, um projeto de lei que, se for aprovado, vai obrigar a Secretaria de Saúde do estado a divulgar, em seu site, nome e CPF dos soropositivos que moram no estado do Rio. O autor o projeto é o deputado Jorge Babu (sem partido), que propôs também que todas as pessoas com HIV deverão portar documento que identifique a doença.

Segundo o projeto de lei, aqueles que tiveram a identificação terão prioridade no atendimento emergencial de hospitais públicos. A justificativa de Babu é de que os profissionais envolvidos no atendimento de emergência, desde o bombeiro até o médico, têm o direito de saber que estão tratando de um soropositivo, que exige cuidados especiais.

No projeto de lei, ele cita o Princípio da Isonomia, segundo o qual, “devemos tratar os iguais de forma igual e os diferentes de forma diferente”. “Enquanto detentores de condição viral contagiosa, tais cidadãos assumem característica diversa dos demais, exigindo tratamento diverso, que será providenciado de forma segura por esses profissionais, através da identificação prévia do cidadão soro-positivo”, completa em texto do projeto.

Para o presidente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Tony Reis, o projeto é discriminatório e se compara a ações nazistas. “Já estamos preparando um parecer contra.”

Fonte: http://paroutudo.com/noticias/2009/05/01/deputado-cria-projeto-que-discrimina-soropositivos/

__

Mais uma pérola do cenário político do nosso país, né?!

10 Comentários leave one →
  1. Pazzarotto permalink*
    11 maio, 2009 1:42 pm

    Valeu pela dica, Mah!

  2. 11 maio, 2009 6:00 pm

    Esse cara tem problemas sérios, só pode!

  3. Pazzarotto permalink*
    11 maio, 2009 6:08 pm

    Ora pois…
    Eu dispenso esses serviços de inutilidade pública!

  4. Mara permalink
    12 maio, 2009 7:47 am

    Justiça nega a casal gay direito de registrar filhos em São Paulo
    Publicidade
    da Folha Online
    do Agora

    A Justiça de São Paulo negou a um casal de mulheres homossexuais o pedido para registrar duas crianças nascidas dia 29 de abril com os nomes das duas como mães. Os gêmeos são filhos de Adriana Tito Maciel, 26, companheira de Munira Kalil El Ourra, 27, há dois anos.

    Elas entraram na Justiça para pedir que as certidões de nascimento dos bebês mostrassem o nome das duas. O pedido de tutela antecipada (espécie de liminar, decisão provisória) foi negado pelo juiz Roger Benites Pellicani, da 6ª Vara da Família do Fórum de Santo Amaro (zona sul de São Paulo).

    A sentença do processo ainda não tem data prevista para ser conhecida, segundo o TJ (Tribunal de Justiça).

    Os bebês são fruto da inseminação dos óvulos de Munira com o espermatozoide de um doador anônimo. Os embriões foram então implantados no útero de Adriana, que gerou as crianças. Ambas querem ter os mesmos direitos –e deveres– sobre as crianças.

    Nas pulseiras dos gêmeos no hospital onde as crianças nasceram, as mães conseguiram o que perseguem na Justiça: os nomes das duas na identificação.

  5. 12 maio, 2009 8:59 am

    Que sujeito louco! Só falta pedir para colocar estrelinha vermelha na roupa dos soropositivos, que medo!

  6. Greenie permalink
    12 maio, 2009 10:21 pm

    Particularmente, essa história de fazer um “listão” online dos soropositivos do RJ dá medo MESMO. É uma exposição absolutamente desnecessária e uma possível “porta de entrada” para outras atitudes discriminatórias.

    Tomara que a idéia não pegue!

    Beijão!

  7. Greenie permalink
    12 maio, 2009 10:59 pm

    Com certeza! x.x

  8. Nick permalink
    23 maio, 2009 3:01 pm

    É necessario que se faça uma lista dos deputados que não tem senso do ridículo…..
    >>>>>Dá um tamque de roupa pra ele lava !!!!
    Quem trabalha em atendimentos de emergência, tem por obrigação tomar os cuidados necessários…..

  9. CLEITON permalink
    14 maio, 2012 5:49 am

    Claro que esse projeto vai de encontro com a constituição, que um dos seus alicerces é a dignidade da pessoa humana!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: