Skip to content

Consola?

27 agosto, 2010

Consolar, do lat. *consolare,  tem como um de seus significados o seguinte:
3. Proporcionar sensação agradável a; dar prazer a.
Se substantivado, consolo, é um dos nomes dado ao brinquedo erótico que tem a forma do órgão copulador masculino: o pênis. 

De qualquer forma, a finalidade parece a mesma: prazer!

Com tantas opções de formatos e materiais, algumas confusões e/ou dúvidas podem surgir. Se levarmos em consideração que as compras virtuais de brinquedos sexuais cresceram bastante (existem muitas lojas no mercado e diversos tipos de brinquedos), e que ao vivo já é um pouco complicado; comprar pela net, sem ter uma ideia mais concreta do que vai receber, pode ser uma tarefa verdadeiramente difícil.
Por isso, resolvi fazer um guia resumido em duas partes: 1) um panorama dos brinquedos (que é este texto); 2) um tira-dúvidas (a ser postado)…

Dildos

Alguns dildos  são projetados especialmente para o sexo a duas: os que podem ser acoplados a uma cinta, através de uma espécie de anel na base ou uma ventosa, popularmente chamados de cinta-pica; os pênis duplos, que são aqueles que penetram as duas ao mesmo tempo ou que são usados para dupla penetração.

Apesar de existirem dildos específicos para certas práticas sexuais, como os plugs anais  (destinados à prática de sexo anal), nada impede que o objeto fálico tenha outras finalidades, entre em outros lugares e se encaixe as posições mais extravagantes, até porque estes são fabricados em todas as formas que se possa imaginar: retos, curvados, realísticos ou semi-realísticos, duros, moles, em forma de animais (golfinhos, coelhos…), enfim. Independente disso, a maioria no final das contas lembra um pinto.

A questão da aparência dos dildos é bem pessoal. Se por um lado a forma realística, teoricamente, estimula mais a cabeça, proporcionando maior prazer e mexendo com as fantasias de cada um; por outro, as formas “disfarçadas” oferecem uma opção mais suave e menos chocante para algumas.

Os formatos também variam de “cabeça” para “cabeça”, dos que tem saco escrotal mais ou menos volumoso ou simplesmente não o tem, aos dildos com ou sem vibrador.
Obs.: A maioria dos dildos com vibradores são à base de pilha ou bateria removível, aí você pode escolher – quando for “brincar” – se vibra ou não.

Outro fator que compõe o dildo, e que é de extrema importância, é o material do qual ele é feito.

Silicone – existem em vários formatos, dos mais maleáveis aos mais duros, com e sem vibrador, e apesar do preço ser geralmente mais elevado, ele tem suas vantagens, dentre as principais: o silicone é um material hipoalergênico e fácil de limpar, algo que é bem importante se tratando de um objeto que vai entrar numa região “sensível”.

Borracha – apesar de serem mais baratos, são potencialmente problemáticos. As pessoas que já usaram comentam que é um pouco desconfortável e, além disso, por ser um material poroso é complicado de limpar. Não bastando, alguns possuem ingredientes químicos* que podem ser prejudiciais à saúde.

Cyberskin – os dildos de cyberskin são confortáveis e geralmente produzidos em formato bem realístico, entretanto seu material é poroso e, assim como a borracha, requer alguns cuidados como lavar sempre antes e após o uso com sabão bactericida, não usar lubrificante a base de silicone, usar preservativo, não ferver, etc. Na verdade, esse procedimento de higienização é recomendável para qualquer que seja o material do seu brinquedo; cuidado nunca é demais.

Ainda existem outros materiais, mas estes são mais duros e não são tão comuns atualmente: Lucite, acrílico, vidro, vinil e metal. Se forem usar um desses, é bom manusear com cuidado, se um dildo duro assim bate no lugar errado a dor é grande!

Depois de “tanta” informação, tem mais uma bem relevante: tamanho!

Existem ditados bem conhecidos como: não importa o tamanho da varinha, o importante é a mágica que ela faz. Isso pra dizer que tamanho não importa. Pra alguém pode até ser que não, mas pra mim importa sim!

A escolha do tamanho, assim como todo o resto, vai variar de pessoa para pessoa.

Alguns sites disponibilizam imagens comparativas, mas se você quiser outra forma de comparação, pode usar a famosa regra do dedo.
Dois dedos, geralmente, correspondem a um dildo de 2 a 3 cm de diâmetro, 3 dedos para 3,5 cm ou 4, e por aí vai.

Acessórios extras:
Cinta – atualmente as cintas vêm em uma grande variedade de estilos e são ajustáveis de forma que podem ficar bem presas independentemente do seu tipo de corpo.
Lubrificante – Prefiram os a base de água. É muito útil ter lubrificante, ajuda bastante na hora da penetração.

Pra visualizar melhor os tipos de brinquedo, podem acessar o site do sex shop abaixo ou outro de sua preferência: http://www.sextoy.com.br/loja/guiailustrado.asp

Mais:

SexShop

Max Turbo Ação

Outras:

https://napontadosdedos.wordpress.com/category/sexperte-de-s-a-s/

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI29361-15220,00-CONSOLO+O+MAIS+ANTIGO+ACESSORIO.html

__

*ftalatos

4 Comentários leave one →
  1. 27 agosto, 2010 4:29 pm

    Se alguém tiver alguma dúvida, é só enviar para o meu e-mail: tep.8@hotmail.com.

    Beijos =)

  2. 27 agosto, 2010 7:47 pm

    Vamos ver se compro o primeiro hahahaha

  3. beh permalink
    27 agosto, 2010 9:50 pm

    Oi, Té! Achei ótimo esse tipo de informação e dicas! É importante divulgar as várias formas de prazer…rs. Não importa quem curte ou não, de repente, quem sabe, não é? Mt bom!

    bjs

    • 27 agosto, 2010 11:49 pm

      Né? Ah, quem não curte é porque ainda não descobriu… rsrsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: