Skip to content

Meu livro favorito em 2010

6 dezembro, 2010

Acho que o título desse livro deveria ser o seu subtítulo: “a essência das religiões”.

Esse livro do Eliade traz um apanhado do universo simbólico das mais diversas “coisas”, e como elas se ligam a uma questão sagrada e profana.

Escolhi-o como livro favorito de 2010 por considerá-lo completo: descobri saberes que nem imaginava conhecer, entrei num mundo “paralelo e esquecido” de mitos e suas funcionalidades e finalidades, e me encantei com certas passagens que beiram um romance; cósmico, mas romance.

De certo ponto de vista, a orgia corresponde à indiferenciação de antes da Criação. É por isso que certos cerimoniais do Ano-Novo comportam rituais orgiásticos: a “confusão” social, a libertinagem e as saturnais simbolizam a regressão ao estado amorfo anterior à Criação do Mundo. Quando se trata de uma “criação” ao nível de vida vegetal, a encenação cosmológico-ritual se repete, pois a nova colheita equivale a uma nova “Criação”. A idéia de renovação – presente nos rituais do Ano Novo, em que se tratava ao mesmo tempo de renovação do Tempo e da regeneração do Mundo – é encontrada novamente nas encenações orgiásticas agrárias. Aqui também a orgia é uma regressão à Noite cósmica, ao pré-formal, às “Águas”, a fim de assegurar a regeneração total da Vida e, por conseqüência, a fertilidade da Terra e a opulência das colheitas.

(ELIADE, Mircea, 2010)

One Comment leave one →
  1. 7 dezembro, 2010 8:53 am

    Boa pedida.
    Na lista!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: