Skip to content

Quer gozar? Masturbe-se!

5 abril, 2015

Vamos bater um papo?!

Lá em julho de 2008 (sim! Esse blog já existe há 7 anos!), escrevi:

Do simples ao elaborado!
Friccionando as pernas, com os dedos, a mão, as duas mãos, com o chuveirinho, com o travesseiro, com objetos variados, com vibradores (incluindo celular e o mini-massageador de costas), enfim… Usando a imaginação, opção é o que não falta!

Não. Opção não falta mesmo!

mastur

No texto Max Turbo Ação, a minha intenção foi dar dicas iniciais de como introduzir-se nesse mundo de prazeres. Porém, para conseguir penetra-lo é preciso que a cabeça deixe…

Eu ainda sou daquelas que se espanta quando uma amiga diz que não se masturba ou que nunca se masturbou. Rapidamente, esse tipo de assunto se desenvolve e eu descubro que ela também não fantasia, que não goza todas as vezes que transa (ou na maioria das vezes) e por aí vai. Somado a isso, também chama a minha atenção a quantidade de comentários e e-mails que recebo sobre a ausência de orgasmos. Sim, eu disse AUSÊNCIA! Isso porque eu nem vinha postando aqui no blog… Enfim!

Eu sou de um tempo que existia o “mito” de que mulher na cama com outra mulher era a “certeza” de que a coisa ia ser boa e de que o orgasmo existiria. Isso por um motivo bem simples: a suposição de que uma mulher (re)conheceria o corpo da outra, saberia o que dá prazer, o que excitaria etc. É claro, minha gente, que mulheres não sentem prazer da mesma forma, que uma pode ficar com tesão de ter os pés massageados e outra pode ficar louca por perder o tecido epitelial nas unhas alheias; mas temos que concordar que a maioria esmagadora gosta e precisa ter o clitóris (ou clítoris) estimulado, e que é da manipulação adequada da região que grande parte dos orgasmos vêm!

Como sou dessa época, creio que seja compreensível o fato de achar tão estranho uma mulher não saber diferenciar a posição da vagina da posição do clítoris; ou de uma mulher procurar a penetração como o único, primeiro e imediato recurso sexual. Sim, isso existe! E sim, acho algo bem complicado! Como disse uma amiga: “buceta não é palco de britadeira!”

A questão aqui é que talvez as pessoas não percebam a relação que existe entre esses comportamentos, o prazer e a masturbação. O ponto de interseção é a cabeça! A forma como você age, o fato de ser conservadora, de ter vergonha, de achar estranho se tocar, de não fantasiar ou do oposto disso tudo… Cara, tá tudo na sua forma de “pensar”!

Você precisa se conhecer, gata! Você precisa falar de sexo com sua namorada! Quanto mais vocês se conhecerem, mais poderão oferecer de si e a si. Por enquanto, a dica que dou é básica: mais interseção, melhor a “intercessão”!

Em breve, vou tentar escrever sobre alguns pontos levantados nesse texto… E espero que até lá, vocês tenham gozado mais, porque gozar faz bem!rs

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: